banner desktop banner mobile

Sangue Artificial já Pode ser Produzido em Larga Escala

Sangue Artificial já Pode ser Produzido em Larga Escala

As inscrições para o Medcoach Revisão estão abertas e são limitadas. Garanta aqui sua vaga!Nova técnica possibilita a reprodução dos glóbulos vermelhos em grande quantidade.

Você já pensou na possibilidade de produzir sangue de forma artificial?

Até há pouco tempo atrás isso não era possível, mas a tecnologia avançou tanto, que atualmente a biomedicina conseguiu tornar isso real e a produção pode ser feita em larga escala.

Isso seria um benefício incrível para os bancos de sangue, que dependem de doadores para se manterem e nem sempre tem suficiência no recurso.

Essa criação de sangue artificial se deve pelo avanço científico, que hoje é capaz de fazer com que os glóbulos vermelhos se reproduzam em uma quantidade bem significativa.

Essa grande novidade da biomedicina só está sendo colocada em prática por uma velha conhecida da saúde: as células-tronco, que são utilizadas em muitos procedimentos médicos e de regeneração.

Elas já eram usadas para esse processo de replicação dos glóbulos vermelhos, mas em uma escala baixa e insuficiente para o uso médico.

Nesse procedimento, as células artificiais só conseguiam se multiplicar em outras 50 mil, mas tinha uma vida curta e morriam pouco depois da finalização do processo, o que impedia seu uso.

Além disso, 50 mil células é um número considerado muito baixo para os cientistas


☤ Como é Possível?

Foram pesquisadores britânicos que descobriram a possibilidade de tornar essa reprodução melhor, trazendo um número alto de células artificiais e que poderiam ser utilizadas em procedimentos médicos.

Para dar certo, eles armazenaram alguns glóbulos vermelhos considerados prematuros, ou imortais se preferir assim nomeá-los, que possuem grande capacidade de reprodução, considerada quase ilimitada pelas pesquisas.

Foi dessa forma que conseguiram tornar o sangue artificial uma produção de larga escala, sendo que o objetivo é fazer com que esse processo tenha um tamanho comercial, para abastecer os bancos de sangue ao redor do mundo, por exemplo.

☤ Mas Espera aí, e os Custos?

Um processo de transfusão de sangue é caro, embora poucas pessoas saibam desta informação.

E as transfusões tradicionais são feitas por intermédio de doações de sangue.

Como já se sabe que o processo de produção artificial não terá custos baixos, o que dá a entender que se for comercializado, essa técnica será utilizada somente para casos muito específicos e de real necessidade.

Isso pode abranger, por exemplo, pessoas que tem tipos sanguíneos raros, onde é muito mais difícil encontrar doador e estoque de sangue nos bancos.

☤ Para que esse Método será Útil

Embora essa nova técnica ainda esteja em sua fase de testes, ela apresenta um futuro promissor e poderá auxiliar muito na medicina.

É aí que algumas dúvidas precisam ser esclarecidas, já que afinal para que o sangue artificial vai servir?

A técnica, como já dito, vai favorecer principalmente as transfusões de sangue.

Hoje o método tradicional é bastante eficaz, mas apresenta falhas que não podem ser medidas pelos bancos.

No caso, tipos sanguíneos raros são muito difíceis de encontrar nos bancos de sangue, e os estoques sempre são relativamente baixos.

Alguns tipos são aceitos por outros, mas também há aquele grupo que só aceita o mesmo tipo, por exemplo.

Nesta questão, o sangue artificial serviria exatamente para isso.

Oferecido para as transfusões em casos de pacientes com doenças sanguíneas ou que possuem tipos de sangue mais difíceis de serem encontrados.

passar na residência médica

Gostou deste artigo? Então deixe o seu comentário aqui embaixo e veja outros conteúdos que provavelmente você irá gostar!

Conteúdos relevantes

Deixe um comentário

Dar nossa contribuição para a carreira médica é o melhor jeito de contribuir com a evolução da saúde no país. Junte-se a mais de 35 mil médicos e receba dicas e conteúdo exclusivo.

RECEBA GRÁTIS CONTEÚDOS EM SEU E-MAIL