banner desktop banner mobile

Especialidade médica em Endocrinologia e Metabologia, o que você precisa saber sobre!

Especialidade médica em Endocrinologia e Metabologia, o que você precisa saber sobre! A especialidade médica em Endocrinologia e Metabologia cuida, portanto, do funcionamento das glândulas, responsáveis por produzir e secretar diversos hormônios no organismo. Dessa forma, o nome é de origem grega, em que “endo” significa interno e “krino” significa separar ou secretar, isto é, uma “secreção interna”, referindo-se à liberação dos hormônios. Suas glândulas são responsáveis por produzir os hormônios são a tireoide, hipófise, hipotálamo, suprarrenais, gônadas, paratireoides e pâncreas. Outros tecidos, desse modo, também estão associados ao controle de substâncias reguladoras, como a gordura, o estômago, intestino, rins e a pele, por exemplo. Quando algo não está funcionando bem em uma das glândulas ou tecidos citados, vários problemas de saúde podem surgir. Se interessou sobre a especialidade médica? Continue lendo.
Leia também: Conheça as especialidades médicas que você pode atuar!

Endocrinologia e Metabologia

O que é a Endocrinologia e Metabologia?

Endocrinologia e Metabologia é a especialidade médica que se dedica ao estudo e à análise das glândulas endócrinas, suas doenças e suas funções. No entanto, como pré-requisito para a especialidade, são necessários 2 anos de residência de Clínica Médica e, então, mais 2 anos de residência em Endocrinologia. Essa é uma especialidade, portanto, eminentemente ambulatorial, com poucas urgências e eventuais internações para acompanhamento dos pacientes que evoluem com alguma descompensação clínica.

Como funciona o sistema endócrino?

O sistema endócrino conta, então, com as glândulas endócrinas, estruturas responsáveis pela produção e liberação de hormônios essenciais para o bom funcionamento do organismo. Os hormônios, portanto, viajam pela corrente sanguínea exercendo seus efeitos em órgãos distantes. Assim muitos atuam em diversos órgãos e tecidos, e por isso a deficiência ou o excesso de um único hormônio pode levar a sintomas variados. Endocrinologia e Metabologia

Como é o dia a dia?

O dia a dia do endocrinologista pode, às vezes, ser solitário, pois por ser uma especialidade ambulatorial, a maior parte do tempo o endócrino está no consultório frente a frente com o paciente. No entanto, a prática, pode estar vinculada a um hospital geral, onde se faz parte da equipe de Endocrinologia e atende-se uma gama variada de patologias, já que várias outras especialidades interagem entre si. Além disso, a atividade acadêmica ajuda a enriquecer o cotidiano do residente. Há, então, um serviço com Residência Médica e a preceptoria dos residentes com certeza ajuda a nos manter sempre atualizados.

Oportunidades de trabalho:

1.   Atendimento em ambulatório/consultório. 2.   Médico responsável pelo setor de provas funcionais em laboratórios de análises clínicas. 3.   Aulas para graduação e pós graduação em endocrinologia. 4.   Parecerista em hospital geral.

Número de especialistas:

No momento, são aproximadamente 4.300 endocrinologistas registrados pela Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia.

Curiosidade sobre Endocrinologia e Metabologia:

No entanto, a descoberta da tireoide é, então, atribuída a Thomas Warton, em 1656, enquanto realizava uma pesquisa sobre glândulas. Na época, acreditava-se que a função da tireoide era apenas estética. Entretanto, somente no século XIX, foi possível confirmar sua importância.

Especialidades correlacionadas  a Endocrinologia e Metabologia:

Endocrinologia e Metabologia interage, portanto, com diversas outras especialidades, destacando-se principalmente a Dermatologia, Ginecologia e Obstetrícia, além da Gastroenterologia, Neurologia, Reumatologia e Cardiologia.

 Áreas de atuação em Endocrinologia e Metabologia:

No entanto, segundo a Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia, as principais áreas de atuação do endocrinologista são as seguintes:
  • Andropausa
  • Colesterol e Triglicerídeos
  • Crescimento
  • Diabetes
  • Distúrbios da Menstruação
  • Distúrbios da Puberdade
  • Doenças da Glândula Supra-Renal
  • Doenças da Hipófise
  • Excesso de Pelos
  • Obesidade
  • Osteoporose
  • Reposição Hormonal da Menopausa
  • Tireoide
Então, aproveite e veja também o vídeo sobre como escolher a sua residência médica:
Contudo, se precisar de ajuda, pode entrar em contato com a nossa equipe de especialistas, eles estão prontos para te ajudar.
Por fim, um forte abraço, até a próxima. 
Conheça os nossos programas!
Portanto, siga-nos nas redes sociais e receba sempre novidades e dicas super importantes: Facebook, Instagram, Youtube, TwitterLinkedin.

Conteúdos relevantes

Deixe um comentário

Dar nossa contribuição para a carreira médica é o melhor jeito de contribuir com a evolução da saúde no país. Junte-se a mais de 35 mil médicos e receba dicas e conteúdo exclusivo.

RECEBA GRÁTIS CONTEÚDOS EM SEU E-MAIL