banner desktop banner mobile

Especialidades de acesso direto x pré-requisito

Especialidades de acesso direto x pré-requisito

Em primeiro lugar, você sabe a diferença entre Especialidades de acesso direto x pré-requisito?

Por certo, ao final da graduação em medicina, muitos médicos já definiram as especialidades que pretendem seguir, em contraste, outros ainda não sabem ao certo qual caminho seguir.

A definição da especialidade médica não se baseia apenas em gostar ou não de determinada área, em vista da grande dúvida que esse assunto causa aos médicos e estudantes, hoje vamos falar um pouco sobre as especialidades, tanto as de acesso direto quanto as com pré-requisito.

Continue lendo e entenda as diferenças.

Residência médica

Antes de mais nada, vamos falar sobre o que é a residência médica de uma forma geral.

A residência médica é como uma pós-graduação que capacita o residente para atuar de forma prática na área da medicina que ele escolheu, contudo, ela não é obrigatória. 

Aqueles que desejam se tornar médicos especialistas precisam passar por um processo seletivo altamente concorrido, que é dividido em 3 etapas:

  • Prova objetiva
  • Prova prática
  • Análise curricular

A duração da residência médica irá depender da especialidade escolhida, de forma que pode variar de 2 a 5 anos.

Durante a graduação em medicina, na fase de internato mais especificamente, o estudante tem uma pincelada pelas áreas da medicina, tendo um foco um pouco maior nas áreas base.

Por outro lado, na residência médica, o residente entra em contato com um conteúdo bem mais aprofundado sobre a área, igualmente como sua rotina, procedimentos e pacientes.

Dessa maneira, as especialidade médicas são divididas em duas categorias, as sem pré-requisitos e as com pré-requisitos, e é sobre elas que vamos falar agora.

Leia também: Dicas Fáceis de Como escolher Especialidade Médica ideal para você

Especialidades médicas de acesso direto 

O que são as especialidades de acesso direto?

As especialidades de acesso direto são aquelas em que o médico pode entrar logo que sair da graduação em medicina, em outras palavras, elas não exigem que o médico curse nenhuma outra especialidade antes. 

Quem pode prestar provas de residência médica para uma especialidade de acesso direto?

Qualquer médico já formado pode se inscrever nos concursos de residência médica para essas especialidades, independente do tempo de formação ou experiência adquirida. 

Quais são as especialidades de acesso direto?

Algumas especialidades médicas são consideradas áreas básicas, como por exemplo:

  • Cirurgia geral;
  • Clínica médica;
  • Ginecologia e Obstetrícia;
  • Pediatria. 

Ao realizar uma dessas especializações o médico terá uma base para prestar uma subespecialização.

Outrossim, as especializações mais voltadas para diagnóstico e terapia podem igualmente ser realizadas sem pré-requisitos. 

Sob o mesmo ponto de vista, a seguir, confira uma lista com as especialidades médicas de acesso direto:

Especialidades de acesso direto x pré-requisito

Especialidades médicas com pré-requisito 

O que é uma especialidade com pré-requisito?

As especialidades com pré-requisito exigem que o médico já tenha cursado uma determinada especialidade antes.

Quem pode prestar provas de residência médica para uma especialidade com pré-requisito?

Todo médico que tenha concluído alguma residência médica anteriormente, em alguma das áreas bases da medicina. 

Salvo que cada subespecialidade tem seu pré-requisito próprio.

Quais são as especialidades com pré-requisito?

Elas podem ser divididas em especialidades clínicas e cirúrgicas, sendo elas:

CLÍNICAS: 

Especialidades de acesso direto x pré-requisito

CIRÚRGICAS

Especialidades de acesso direto x pré-requisito

Dúvida: Especialidades de acesso direto x pré-requisito, qual devo escolher?

Sobretudo, a definição da especialidade médica é extremamente importante para que o médico possa realizar o sonho de se tornar um especialista.

Contudo, muitos médicos enfrentam uma grande dificuldade na hora de definir a sua, enquanto outros, acabam se arrependendo da especialidade que escolheu. 

Para evitar que isso aconteça, é necessário que você leve vários fatores em consideração, por esse motivo, separamos algumas perguntas que podem te ajudar a ter mais clareza sobre essa decisão: 

#1 Que tipo de reconhecimento profissional você deseja ter?

#2 Qual o tipo de paciente você deseja atender?

#3 Que tipo de rotina você deseja ter?

#4 Em que tipo de área da saúde você mais se identifica?

#5 Onde você gostaria de atuar?

Igualmente, alguns outros artigos podem te ajudar na definição da sua especialidade médica.

De igual maneira, confira as especialidades médicas:

Sob o mesmo ponto de vista, assista ao vídeo sobre como definir sua especialidade médica:

Posteriormente, se precisar de ajuda pode entrar em contato com a nossa equipe de especialistas, eles estão prontos para te ajudar.

Por fim, um forte abraço, até a próxima. 

Siga-nos nas redes sociais e receba sempre novidades e dicas super importantes: Facebook, Instagram, Youtube Twitter Linkedin

Conteúdos relevantes

Deixe um comentário

Dar nossa contribuição para a carreira médica é o melhor jeito de contribuir com a evolução da saúde no país. Junte-se a mais de 35 mil médicos e receba dicas e conteúdo exclusivo.

RECEBA GRÁTIS CONTEÚDOS EM SEU E-MAIL