banner desktop banner mobile

Vai prestar prova de residência médica em 2020?

Vai prestar prova de residência médica em 2020?

Antes de mais nada, primordialmente, queremos saber, você vai prestar as provas de residência médica em 2020?

O ano acabou de começar, por outro lado, quem deseja conquistar sua aprovação na tão sonhada residência médica já está se preparando há um bom tempo, provavelmente esse é o seu caso, não é?

Se for, salvo que você veio ao lugar certo, pois aqui no Medcoach nós temos a maior taxa de aprovação do mercado em concursos de residência médica, e por esse motivo, hoje vamos falar um pouco sobre a residência médica, bem como algumas dicas de preparação, posteriormente seguidos por um TOP 10 de hospitais e especialidades médicas para 2020.

Dessa forma, continue lendo e descubra como se preparar e como funcionam os exames para residência médica nas principais instituições.

O que é a residência médica?

Já falamos muito sobre esse assunto, mas é sempre bom frisarmos. 

Em primeiro lugar, diferente das demais profissões, a vida acadêmica de um médico não acaba com a graduação na faculdade de medicina, esse é apenas o primeiro passo, o segundo é a residência médica.

Muitos profissionais da saúde procuram se especializar em alguma área, seja logo após sua graduação ou algum tempo depois, a residência médica proporciona que o médico seja reconhecido como especialista, o que agrega muito a seu currículo. 

Sendo assim, podemos dizer que essa especialização é uma espécie de pós-graduação prática para o pessoal da medicina.

Os programas são administrados pelo CNRM (Comissão Nacional de Residência Médica) em parceria ao Ministério da Educação (MEC).

A residência médica não é obrigatória, entretanto, aqueles que desejam cursá-la precisam passar por um processo de seleção, sendo esse tão concorrido quanto o próprio vestibular de medicina.

Leia também: Prestar ou não a residência médica?

Conhecendo as dificuldades da residência médica

Já é mais que conhecido que conquistar a tão sonhada vaga na residência médica não é uma tarefa fácil, são muitas as dificuldades que envolvem a aprovação.

Algumas das principais dificuldades enfrentadas pelos candidatos são:

→ Definir a especialidade médica

Possivelmente essa é a primeira dificuldade enfrentada pelos candidatos. Definir a especialidade médica não é só importante, bem como pode ser de grande dificuldade para os candidatos. 

Muitos fatores influenciam na escolha da especialidade médica, como:

Essa é a sua dificuldade? Se for, saiba que ela é perfeitamente normal, confira os artigos a seguir, eles com certeza serão de ajuda para definir sua especialidade médica. 

Leia mais sobre as especialidades médicas:

→ Alta concorrência

Esse é um problema que tira o sono de muitos candidatos, visto que a concorrência na residência médica supera a do próprio vestibular de medicina.

Como explicamos aqui no blog, isso acontece devido a má distribuição dos programas de residência médica.

Isso faz com que muitos candidatos se preparem para a residência médica ainda na faculdade.

Leia também: Como se preparar para residência médica ainda na faculdade?

→ Alto valor da prova

Se você achou que o valor das provas dos vestibulares de medicina eram altos, então com certeza ainda não conferiu os de residência médica. 

O valor das provas varia bastante de uma instituição para outra, mas costuma ficar em torno dos R$ 500 reais, entretanto, em alguns casos, ela pode passar de R$ 1000.

Se levarmos em conta que grande parte dos candidatos acabaram de concluir sua graduação em medicina, e ainda estão arcando com os custos da faculdade, podemos ter uma noção de como esse alto valor pesa no bolso de muitos candidatos.

E o gasto com a prova não para por aí, lembra que falamos sobre a escassez e má distribuição dos programas de residência médica?

Esse fator faz com que grande parte dos candidatos não realize a prova no local onde mora, sendo assim, ele precisa viajar para outra cidade, às vezes até outro estado, para prestar a prova.

O que significa que ele terá gastos com locomoção, alimentação, estadia, entre outros. 

Leia também: Economia na residência médica

→ Rotina de estudos x rotina do dia a dia

Quer uma vaga na residência médica? Então vai precisar se dedicar muito aos estudos, não tem outro jeito!!

E como se manter uma boa rotina de estudos já não fosse difícil, ainda é preciso conciliá-la com a rotina do dia a dia, e em alguns casos ainda tem os plantões, ou até mesmo a faculdade de medicina para aqueles que ainda não concluíram. 

Por esse motivo, os candidatos muitas vezes não conseguem encontrar tempo para estudar. 

Leia também: Prova de Residência Médica: Como Estudar Conciliando com sua Rotina do Dia a Dia 

→ A prova de residência médica

Não é nenhuma novidade que a prova de residência médica tem um nível de dificuldade tão grande quanto de concorrência, posteriormente é igualmente conhecido que o exame para a residência médica é dividido em três etapas:

As etapas de prova somadas equivalem a 90% da nota do candidato, sendo 50% na teórica e 40% na prática, depois temos a entrevista com peso de 10%.

Leia também: Como é o processo seletivo da residência médica?

5 Dicas de preparação para a residência médica em 2020

Vai prestar provas de residência médica em 2020? Confira e anote essas 5 dicas de ouro, elas farão diferença para conquistar sua aprovação:

#1 – Faça provas antigas dos vestibulares que deseja prestar 

Primeiramente, para prestar as provas de residência médica em 2020, é importante que você pratique com provas antigas de residência médica, isso inclusive fará com que você conheça bem o modelo de provas e questões utilizado pela instituição que deseja prestar. 

Outrossim, de tempos em tempos as questões costumam se repetir, por esse motivo, se você praticar com essas provas anteriores, terá grandes chances de já conhecer as questões.

Além disso, você conseguirá praticar seu tempo de prova, assim como identificar alguma dificuldade com o conteúdo.

Leia também: O que você aprende fazendo provas antigas de residência médica?

#2 – Conteúdo não é tudo

O conteúdo é fundamental para uma boa preparação para as provas de residência médica, entretanto, ele não é tudo.

A preparação para residência médica envolve outros fatores como:

  • Definição de especialidade
  • Definição de hospital
  • Definir o local de atuação
  • Preparo financeiro

Só assim você terá uma preparação ampla e correta para enfrentar a residência médica sem muito sofrimento.

Leia também: Preparação além do conteúdo

#3 – Organização na hora de executar a prova

De uma forma geral, as provas de residência médica seguem o mesmo padrão de estrutura, sendo formadas por níveis de dificuldade, de forma que sua estrutura seja:

  • 40 % – fácil
  • 30 % – médio
  • 30 % – difícil

Sendo assim, busque se organizar na hora de executar a prova, tendo como sua prioridade ler toda a prova com atenção e ir assinalando as questões que considera mais fáceis, assim poderá mapear seu tempo e se concentrar mais no que julga ser mais complexo.

#4 – Preste atenção aos indícios que as questões podem dar

Já teve a sensação de que a resposta estava na própria pergunta? Algumas perguntas podem sim conter indícios da resposta correta, e podem ocorrer por meio de:

  • A palavra-chave no enunciado aparece somente na opção certa;
  • Uma alternativa tem uma resposta mais longa e elaborada, enquanto as demais opções erradas são curtas e vagas;
#5 – Conheça o SEU método de estudos e as SUAS necessidades 

Cada pessoa é única. Sendo assim, cada um tem seu método de estudos. Ou seja, o que funcionou para seu amigo, pode não funcionar para você.

Por isso é importante fazer uma análise pessoal e montar seu cronograma personalizado de estudos.

Pense nos seguintes pontos:

  • Quanto tempo você tem disponível para estudar?
  • Quais matérias você precisa dar maior foco?
  • Você tem um cronograma de estudos?
  • Você é mais visual, auditivo ou cinestésico?

Leia também: Descubra qual é o seu método de aprendizagem.

TOP 10 hospitais para prestar prova de residência médica em 2020

#1 –  Hospital Regional do Baixo Amazonas

Em primeiro lugar, temos o Hospital regional do Baixo Amazonas, logo, mais conhecido como HRBA.

Está localizado em Santarém, no Pará e desta forma atende a 20 municípios do oeste do estado.

Assim sendo, o hospital, em síntese, atualmente,oferece 34 vagas em seus 12 programas de residência médica, nas seguintes especialidades:

  • Anestesiologia (5 vagas)
  • Cancerologia Clínica (2)
  • Cancerolog. Cirúrgica (1)
  • Cirurgia Geral (6)
  • Clínica médica (5)
  • Ginecologia e obstetrícia (2)
  • Infectologia (1)
  • Medicina da família e comunidade (2)
  • Neurocirurgia (3)
  • Ortopedia e Traumatologia (5)
  • Pediatria (2)
#2 –  Hospital Regional de Cotia 

Em seguida, temos o Hospital regional de Cotia, conhecido como HRC.

Agora, essa unidade está localizada em Cotia, São Paulo, e o hospital logo é referência para os municípios de Cotia e Vargem Grande Paulista.

O Hospital, portanto, conta com vagas para as seguintes especialidades:

  • Anestesiologia (2 vagas)
  • Cirurgia Geral (1 vaga)
  • Clínica Médica (1 vaga)
  • Ginecologia Obstétrica (1 vaga)
  • Ortopedia e Traumatologia (2 vagas)
  • Pediatra (2 vagas)
#3 –  Hospital Estadual de Sumaré 

Em terceiro lugar, temos o Hospital estadual de Sumaré, conhecido como HES. Essa unidade está localizada em Sumaré, no estado de São Paulo, e é regido pela UNICAMP.

De forma que todos os programas são credenciados junto à Comissão Nacional de Residência Médica (CNRM).

Podendo assim, promover o treinamento e qualificação de médicos nas seguintes especialidades:

  • Anestesiologia
  • Cardiologia
  • Cirurgia Geral
  • Cirurg. Oftalmológica
  • Cirurg.Ortopédica
  • Cirurg. Pediátrica
  • Cirurg. Plástica
  • Cirurg.Torácica
  • Cirurg. Vascular
  • Clínica Médica
  • Dermatologia
  • Gastrocirurgia
  • Gastroclínica
  • Ginecologia
  • Hematologia
  • Neurologia
  • Neurocirurgia
  • Neuropediatria
  • Obstetrícia
  • Oftalmologia
  • Ortopedia
  • Otorrinolaringologia
  • Pediatria
  • Proctologia
  • Radiologia
  • Terapia Intensiva Adulto
  • Terap. Intensiva Pediátrica
  • Terap. Intens. Neonatal
  • Urologia
#4 – Hospital Municipal de M’Boi Mirim 

Em seguida temos o Hospital Municipal de M’Boi Mirim, também conhecido como Einstein.

Por sua vez, a instituição está localizada na grande São Paulo.

Esse hospital conta com algumas especialidades como:

  • Clínica Médica
  • Cirurgia Geral
  • Pediatria
  • Traumatologia
  • Ginecologia e Obstetrícia
  • Psiquiatria
#5 –  Hospital Regional Público da Transamazônica – Estadual

Igualmente, temos o Hospital regional público da Transamazônica estadual, mais conhecido como HRPT, e este, então, está localizado em Altamira, Pará.

Dessa forma, a unidade é uma referência para os habitantes dos nove municípios que, então, fazem parte da Região de Integração do Xingu:

  • Altamira
  • Anapu
  • Brasil Novo
  • Medicilândia
  • Pacajá
  • Porto de Moz
  • Senador José Porfírio
  • Uruará
  • Vitória do Xingu

Dessa maneira, o hospital conta com as seguintes especialidades:

  • Pediatria;
  • Endocrinologia;
  • Clínica Médica;
  • Neurologia;
  • Neurocirurgia;
  • Gastroenterologia;
  • Cirurgia Geral;
  • Reumatologia.
  • Cirurg.. Vascular;
  • Cirurg. Pediátrica;
  • Traumato Ortopedia;
  • Oncologia Clínica;
  • Otorrinolaringologia;
  • Ginecologia e Obstetrícia;
  • Mastologia;
  • Hematologia.
  • Cardiologia;
  • Nefrologia;
  • Pneumologia;
  • Infectologia;
  • Buco-Maxilo;
  • Urologia.

Em resumo, o hospital da Transamazônica é dedicado à população em geral e proporciona, em síntese, um grande aprendizado e, portanto, uma ótima experiência aos residentes.

#6 – Hospital Estadual de Vila Alpina

Por conseguinte, continuando nossa lista, também temos o hospital estadual de Vila Alpina, conhecido como HEVA, e assim como o Einstein, ele está localizado em São Paulo.

Seu programa de Residência Médica é credenciado pelo MEC nas seguintes especialidades:

  • Cirurgia Geral
  • Clínica Médica
  • Ginecologia e Obstetrícia
  • Urologia
  • Radiologia

Esses programas atendem cerca de 47 residentes por ano.

#7 – Hospital das Clínicas Luzia de Pinho Melo

Posteriormente, outro hospital que podemos citar é o Hospital das clínicas luzia de Pinho Melo, que faz parte da SPDM (Associação Paulista Para o Desenvolvimento da Medicina).

Por conseguinte, essa rede conta com a participação de 18 hospitais.

Ao modo que essa unidade em questão fica, portanto, localizada em Mogi das Cruzes.

O hospital conta com as seguintes áreas de especialidade:

  • Anestesiologia
  • Cirurgia Geral
  • Cirurg. Torácica
  • Cirurg. Vascular
  • Clínica Médica
  • Medicina Intensiva
  • Med. Intensiva Pediátrica
  • Oftalmologia
  • Ortopedia/Traumatologia
  • Psiquiatria
#8 –  Hospital Estadual de Diadema

Outro hospital que faz parte da SPDM, é o hospital de Diadema, que, consequentemente, salvo que este se tornou um referencial de saúde da região do ABCD.

No entanto, da mesma forma, essa região é formada por sete municípios:

  • Santo André
  • São Bernardo do Campo
  • São Caetano do Sul
  • Diadema
  • Mauá
  • Ribeirão Pires
  • Rio Grande da Serra

Contudo, essa unidade é especializada no atendimento de casos graves e proporciona, ao passo que, grande aprendizado aos futuros residentes.

Por fim, o hospital conta também com as seguintes áreas de especialidade:

  • Anestesiologia
  • Cirurgia Geral
  • Cirurg. Torácica
  • Cirurg. Vascular
  • Clínica Médica
  • Medicina Intensiva
  • Med. Intensiva Pediátrica
  • Oftalmologia
  • Ortopedia/Traumatologia
  • Psiquiatria
# 9 – Hospital Geral de Itapecerica da Serra

Igualmente, o Hospital Geral de Itapecerica da Serra, também conhecido como HGIS.

Ele, portanto, está localizado em Itapecerica da Serra.

Assim como o HRPT, esse hospital também é 100% gratuito e tal qual, se tornou referência para os municípios de:

  • Juquitiba
  • Embu-Guaçu
  • São Lourenço da Serra

De igual maneira, o hospital atende as seguintes especialidades:

  • Pediatria
  • Neonatologia
  • Clínica cirúrgica
  • Clín. médica
  • Clín.ortopédica
  • Ginecologia e Obstetrícia
#10 – Hospital Estadual Transp. Câncer e Cirurgia Infantil

Por último, mas não menos importante.

Primeiramente, o Hospital Estadual Transp. Câncer e Cirurgia Infantil, que está, a saber, localizado no Rio de Janeiro.

Decerto, este hospital é ótimo para os estudantes com interesse em áreas de cirurgia infantil e inegavelmente, de câncer.

Todavia, o hospital atende crianças de 0 a 19 anos de todo o estado do Rio de Janeiro.

Posteriormente, são atendidas no HEC, exclusivamente pelo SUS, a saber, com casos de média e alta complexidade como:

  • cirurgias gerais
  • microcirurgia
  • plásticas
  • ortopédicas
  • neurocirúrgicas
  • tratamento oncológico
  • transplantes renal e hepático

TOP 10 especialidades que farão sucesso para você provas de residência médica em 2020 

Confira um TOP 10  de especialidades que prometem fazer sucesso em 2020, quem sabe uma delas seja sua escolha nas provas de residência médica em 2020:

  • Medicina da Família
  • Obstetrícia e Ginecologia
  • Radiologia
  • Oftalmologia
  • Med. esportiva e reabilitação
  • Oncologia
  • Dermatologia
  • Emergência
  • Gastroenterologia
  • Cirurgia

Em resumo, a residência médica pode vir a ser a ponte para o sucesso profissional do médico, visto que a mesma resulta em uma infinidade de possibilidades, entretanto, será que apenas os recém-formados podem seguir o caminho de médicos especialistas?

Inesperadamente para alguns, a resposta é: Não!!

Todavia, nunca é tarde para se tornar um médico especialista, por conseguinte, eventualmente, se você já se formou a algum tempo, não só pode como deve prestar as provas de residência médica em 2020.

Enfim, sob o mesmo ponto de vista, confira o vídeo a seguir sobre o mesmo tema:

Contudo, se precisar de ajuda pode entrar em contato com a nossa equipe de especialistas, eles estão prontos para te ajudar.

Por fim, um forte abraço, até a próxima. 


Siga-nos nas redes sociais e receba sempre novidades e dicas super importantes: Facebook, Instagram, Youtube Twitter Linkedin

Conteúdos relevantes

Deixe um comentário

Dar nossa contribuição para a carreira médica é o melhor jeito de contribuir com a evolução da saúde no país. Junte-se a mais de 35 mil médicos e receba dicas e conteúdo exclusivo.

RECEBA GRÁTIS CONTEÚDOS EM SEU E-MAIL