banner desktop banner mobile

Residência médica x Especialização

Residência médica x Especialização

Residência médica x especialização. A princípio, esse questionamento é muito comum entre os estudantes e profissionais da área de medicina.

Os recém-formados e os profissionais que já atuam no mercado, compartilham do mesmo sentimento de dúvida. Assim como, o caminho que irão seguir após a faculdade, ou até mesmo depois de um tempo afastados dos estudos. 

Então, separamos algumas informações importantíssimas sobre essas duas modalidades. Continue lendo e descubra qual se encaixa melhor ao seu perfil.  

► O que é a residência médica? 

A residência médica é uma modalidade de aperfeiçoamento e especialização que envolve muito mais do que apenas a área da medicina. 

Ela abrange, também, outras profissões da área da saúde, possibilitando que o profissional eleve seu padrão de excelência, eficiência e exatidão. Além de conceder ao médico o título de especialista. 

A residência médica é caracterizada pelo treinamento prático do médico. Ou seja, apresentando certa defasagem durante a graduação. Esses treinamentos acontecem em instituições de saúde, e são feitos sob a supervisão de outros profissionais capacitados.  

Os programas de residência médica contam com uma bolsa auxílio para os estudantes, que gira em torno de R$3.330,43. Esse valor é pago pelo MEC (Fonte: MEC). A duração do processo fica entre dois e cinco anos, tudo depende do programa e da especialidade escolhida. 

Vale lembrar que a residência médica não é obrigatória. O médico pode exercer sua profissão sem ela, mas não poderá atuar em uma área específica. Então, ele atuará como generalista.

► Residência multiprofissional 

Além da residência médica, existe, também, a residência multiprofissional. Não considerada um privilégio da área médica, visto que qualquer profissional da saúde pode fazê-la. 

O objetivo desse modelo de residência é capacitar o residente para trabalhar em áreas importantes no sistema único de saúde. E ela mistura teoria com prática. 

Portanto, a residência multiprofissional é voltada para a educação destinada à categorias que trabalham em parceria com a área da saúde, como:

  • Biomedicina
  • Ciências Biológicas
  • Educação Física
  • Enfermagem
  • Farmácia
  • Fisioterapia
  • Fonoaudiologia
  • Nutrição
  • Odontologia
  • Psicologia
  • Serviço Social
  • Terapia Ocupacional

Sua duração também é de dois anos e sua remuneração também gira em torno de R$ 3.330,43, pago pelo MEC (Fonte: MEC). 

► E a especialização? 

A especialização dará todo conhecimento técnico e teórico, além de ter uma carga horária menor que a residência médica.

Mas a especialização não te dará o título de especialista. Já que, ela te capacitará para trabalhar mais no meio acadêmico do que para a atuação como especialista. Sendo assim, ao final do curso de especialização, você não recebe automaticamente seu título, assim como na grande maioria das residências médicas. 

Portanto, se você quiser atuar como especialista de forma prática, será necessário uma prova de título de especialista dentro da área que escolheu.

► Principais diferenças – Residência médica x especialização

Residência médica e especialização podem parecer a mesma coisa, mas não são. Ambas têm características próprias que as divergem. 

Como vimos, a especialização te proporciona o mesmo conhecimento teórico da residência médica. Dessa forma, ela não te dará o título que possibilitará que você atue de forma prática. 

 Por fim, na residência médica, o profissional terá um contato prático com a área que escolheu, além de já sair, na maioria dos casos, com seu título de especialista. 

residência médica x especialização
Então, para entendermos a diferença entre Residência médica x especialização, em resumo, fica assim:

Residência médica: conhecimento teórico e prático que te proporciona atuar como médico especialista em determinada área da medicina. 

Especialização: conhecimento teórico que te proporciona atuar no meio acadêmico, e requer uma prova para conseguir atuar de forma prática na especialidade. 

Sendo assim, podemos concluir que a escolha entre residência médica e especialização, dependerá da dos seus planos para o futuro e do que você espera da sua carreira.

Já pensou em como quer atuar? Pensa em se dedicar ao atendimento ou ao meio acadêmico? 

Então. ter isso bem resolvido é tão importante quanto definir sua especialidade médica. Algo que pode te ajudar nessa tomada de decisão, é um plano de carreira bem detalhado.

Se precisar de ajuda pode entrar em contato com a nossa equipe de especialistas, eles estão prontos para te ajudar.

Um forte abraço, até a próxima. 

Siga-nos nas redes sociais e receba sempre novidades e dicas super importantes: Facebook, Instagram, Youtube

Conteúdos relevantes

Deixe um comentário

Dar nossa contribuição para a carreira médica é o melhor jeito de contribuir com a evolução da saúde no país. Junte-se a mais de 35 mil médicos e receba dicas e conteúdo exclusivo.

RECEBA GRÁTIS CONTEÚDOS EM SEU E-MAIL