banner desktop banner mobile

[Vídeo 21] Cursinho para residência médica: sim ou não?

[Vídeo 21] Cursinho para residência médica: sim ou não?

Faça uma boa preparação para a prova de Residência Médica!

Já vimos vários estudantes ficarem desesperados para a prova de residência médica e acabarem se matriculando em cursinhos preparatórios achando que seus problemas estarão solucionados. É claro que existem muitos cursinhos ótimos para residência médica (Medcel, SJT e etc), mas se você não estudar corretamente, de nada vai adiantar e você estará jogando dinheiro fora!

Por isso nessa semana, em nossa série Universo Médico, vamos te contar porque o cursinhos preparatório para residência médica pode não ser o ideal pra você!


Aperte o PLAY e confira tudo sobre como se preparar para a residência médica!

Vá direto para o que te interessa! Confira abaixo os temas abordados em cada minuto do vídeo:



» 00:01 até 02:00 –  O cursinho preparatório pode não funcionar pra você

» 02:01 até 04:01 – Analise se o conteúdo apresentado no cursinho é compatível com o seu perfil de estudos

» 04:02 até 04:39 – É preciso pensar nos gastos com o cursinho

» 04:40 até 05:25 – Será que o cursinho realmente vale a pena?

» 05:26 até 06:56 – Dedicação é a palavra-chave

» 05:57 até 08:32 – A aprovação na residência médica só depende de VOCÊ


Ou então, leia o conteúdo:

Prova de residência médica, esse é um assunto que assusta muitos estudantes e até mesmo médicos já formados, e por terem tanto medo dessa prova, o primeiro impulso que eles têm é se matricularem em cursinhos preparatórios.

Mas será que essa é realmente a melhor opção?


O cursinho preparatório pode não funcionar para você

Os cursinhos são formados com uma rotina específica de estudos, todos os estudantes seguem o mesmo cronograma, mas como eles podem seguir o mesmo cronograma se cada pessoa tem sua forma única de aprender.

Você pode acabar optando por fazer um curso com uma metodologia que não se encaixa com você.

Por isso é importante não tomar essa decisão no impulso, motivado pelo medo e a ansiedade pela prova de residência médica, pense direito se ele realmente vai suprir suas necessidades.

Mas isso não significa que nenhum curso preparatório é bom, muito pelo contrário, existem ótimos cursos, mas você pode não conseguir se adaptar à metodologia dele.

E por que isso acontece?

Pode acontecer porque a turma é formada por várias pessoas, e cada uma tem sua forma de aprender, assim os cursinhos montam suas grades de uma forma que atenda alunos de nível médio, e isso pode te prejudicar nos estudos.

O que você precisa é conhecer qual é o melhor jeito para você estudar, como você pode encaixar os estudos na sua rotina de uma forma que consiga entrar em alta performance de estudos, isso te ajudará a encontrar o cursinho preparatório que mais se encaixa com você.


Analise se o conteúdo apresentado no cursinho é compatível com o seu perfil de estudos

Você sabe da importância que um bom conteúdo tem na sua preparação, mas você sabe avaliar o conteúdo do cursinho que pretende fazer?

Essa análise deve ser feita baseada na apresentação do conteúdo, mais do que apenas conferir o conteúdo da grade, você analisar se a forma como ele será aplicado se encaixa no seu perfil.

Veja como o curso disponibiliza o conteúdo, e se ela tem a ver com a sua forma de estudar.

Como assim?

Pense no seguinte exemplo, se você não consegue se concentrar com muita gente conversando, então por que então vai fazer um cursinho presencial?

Ou ao contrário, se não tem disciplina para estudar sozinho, então por que vai fazer um cursinho online?

Faz sentido, não faz?

Cada pessoa tem sua forma de estudar, por isso os métodos de estudos devem encaixar 100% nela, e isso só é possível por meio de um planejamento exclusivo, porque o que deu certo para o seu amigo, pode não dar certo para você, e vice e versa.

O conteúdo que os cursinhos abordam é, no geral, a mesma coisa que os alunos já viram durante a graduação.

Mas se eles já viram esse conteúdo, por que tantas pessoas optam por fazer o cursinho?

O motivo disso é que o conteúdo é muito amplo, engloba as 5 grandes áreas da medicina, por isso os alunos optam por estudarem de novo esse conteúdo, para conseguirem absorver tudo. Ou então, porque não conseguem fazer um planejamento que realmente o direcione para seus objetivos.

Então, no cursinho, o aluno tem acesso ao conteúdo, mas só depende dele ter ou não alta performance de estudos.

Mas para ter alta performance de estudos, é preciso levar em conta suas metas e objetivos, onde quer chegar, e o que precisa fazer para alcançar, e essa análise pessoal não é feita no cursinho, então suas dificuldades e déficits não são identificados.



É preciso pensar nos gastos com o cursinho

Se você pretende fazer um cursinho, deve se planejar financeiramente, pois os custos de um cursinho são altos.

Quanto mais conhecido e procurado for o curso, maior serão os custos.

E isso pode ser um problema, principalmente se você ainda estar arcando com os custos da faculdade, ou viver da renda dos seus plantões.

E ainda tem um risco, será que o cursinho vai ser suficiente?

Porque não adianta ter o material se você não receber ele da forma correta para você estudar, ou seja, a forma que se encaixa melhor com suas necessidades.

Os cursos podem estar dando certo para outras pessoas, mas será que dará para você?

Será que se encaixará nas suas necessidades?

Ele vai ser suficiente?

Essas são perguntas importantes, afinal, é um investimento muito alto para depois você perceber depois que não está dando resultado.

Será que o cursinho realmente vale a pena?

Então, será que o cursinho realmente vale a pena?

A resposta é….

Depende.

Se o cursinho que você escolheu não focar nas matérias que você precisa, ou então não aplicar o conteúdo da forma que você necessita, então ele não serve para você.

Não vai adiantar nada investir em algo que não supra suas necessidades.

E se você já tiver iniciado o cursinho e percebeu que ele não está te ajudando?

Calma, não se desespere!

Existem outras formas de continuar se preparando para as provas de residência médica, formas que podem te ajudar.

Você pode estudar sozinho, como muitas pessoas fazem, pode elaborar um super grupo de estudos com os seus colegas.

O importante é você adotar um método que funcione, organizar sua rotina e um planejamento de estudos que seja eficaz.


Dedicação é a palavra-chave

Dedicação, não tem como falar de estudos sem citar a dedicação.

Ela é fundamental, independente se você fizer cursinho ou não, o que vai fazer você ser aprovado na residência médica é o seu empenho.

Você precisa se dedicar totalmente aos estudos, e é importante ir além do conteúdo, você precisa se auto avaliar periodicamente para saber se seu método está funcionando.

O que vai fazer a diferença é a maneira como você irá estudar.

Se você prefere estudar com livros, então estude com livros.

Se você já mais auditivo, então priorize áudios, vídeos.

Se você precisa escrever para compreender, então faça anotações e mapas mentais.

Todas essas maneiras são válidas, mas você precisa descobrir qual se encaixa melhor para você.

Crie sua rotina e método de estudos, siga seu planejamento procure estudar 7 dias por semana, mas não esqueça das pausas que seu cérebro precisa.

Lembre-se a aprovação na residência médica só depende de VOCÊ.


Esperamos que tenham gostado do conteúdo desse vídeo. E continuem ligados que vem muito mais conteúdo por ai!!

 

Se gostou deste artigo, fique ligado no próximo vídeo da série: [Vídeo 22] Como saber o que estudar para Residência Médica?

 

Conteúdos relevantes

Deixe um comentário

Dar nossa contribuição para a carreira médica é o melhor jeito de contribuir com a evolução da saúde no país. Junte-se a mais de 35 mil médicos e receba dicas e conteúdo exclusivo.

RECEBA GRÁTIS CONTEÚDOS EM SEU E-MAIL