banner desktop banner mobile

Homeopatia, saiba tudo sobre essa especialidade médica!

Homeopatia, saiba tudo sobre essa  especialidade médica!

Homeopatia, muitos já ouviram falar, e no Brasil, é, portanto, reconhecida como especialidade médica desde 1980 pelo Conselho Federal de Medicina e incluída no Sistema Único de Saúde (SUS) em 2006.

Dessa maneira, você sabe qual a sua diferença em relação à alopatia (medicina tradicional)?

Continue lendo, então, que vamos esclarecer todas as dúvidas sobre a especialidade!

Leia também: Conheça as especialidades que você pode atuar!

Logo, a homeopatia é um método terapêutico desenvolvido pelo médico alemão Samuel Hahnemann, há 217 anos, que, dessa forma, utiliza medicamentos altamente diluídos, principalmente de origem vegetal, mas também de origens minerais e animais.

Logo, os fundamentos estão na Lei dos Semelhantes, que basicamente diz que os semelhantes se curam pelos semelhantes, isto é, portanto, para tratar um indivíduo que está doente, é necessário aplicar um medicamento que apresente (quando experimentado no homem sadio) os mesmos sintomas que o doente apresenta.

Ou seja, a especialidade vê o ser humano como um todo, assim, não diferenciando sintomas específicos.

Nem dando medicamentos que combatem apenas um sintoma, como um antitérmico, um anti-histamínico, um antibiótico, entre outros.

No entanto, o médico homeopata receitará, então, medicamentos que vão agir no paciente em sua totalidade.

Isso lhes dará ferramentas que, portanto, o ajudarão a combater sozinho os sintomas e, assim, reequilibrar o seu organismo.

Benefícios da Homeopatia

Homeopatia

Outros benefícios, de acordo com o especialista, estão, portanto, na possibilidade da utilização de remédios com pouca ou nenhuma reação colateral, por um longo tempo e com custo mais baixo.

No entanto, a possibilidade de utilização do tratamento homeopático é muito extensa, mas é bastante eficaz nas doenças alérgicas, nos quadros de bronquite e asma.

Além das doenças otorrinolaringológicas (rinite, amigdalites de repetição, otites de repetição, hipertrofia de adenoides), nos distúrbios emocionais e em muitas doenças ginecológicas.

Em resumo, a homeopatia é uma terapia criada há mais de 200 anos por um médico alemão, Samuel Hahnemann, que se baseou, então, em um enunciado de Hipócrates (Pai da medicina).

Ele diz: “Aquilo que provoca a doença onde ela não existe, também pode curar a doença onde ela existe”, criando assim um dos pilares de sustentação da homeopatia que é a Lei da Semelhança – o semelhante cura o semelhante.

Seus medicamentos

Os medicamentos homeopáticos são, portanto, extraídos dos três reinos naturais: animal, vegetal e mineral, são ultra-diluídos e elaborados com uma técnica própria.

Eles seguem, portanto, normas rigorosas de fiscalização, e são apresentados em líquido e glóbulos, devendo ser preservados em locais secos e arejados, longe da luz e de campos magnéticos.

Leia também: Estações na prova prática de residência médica

No entanto, apesar de chamada de medicina alternativa, a Homeopatia é uma especialidade médica reconhecida por vários países da Europa, América do Norte e Índia.

No Brasil, portanto, foi reconhecida como especialidade médica pelo Conselho Federal de Medicina há 34 anos, sendo ainda uma especialidade farmacêutica e médica-veterinária.

Assim, hoje, a homeopatia está integrada na Política Nacional de Práticas Integrativas e Medicinas Complementares para o Sistema Único de Saúde (SUS) e seus medicamentos podem ser encontrados em algumas farmácias do Estado.

Finalidade da Homeopatia

Homeopatia

A restauração do equilíbrio é a finalidade da homeopatia, que significa promover a autorregulação do organismo.

Assim, a autorregulação é um mecanismo que todo ser vivo apresenta para, por exemplo, manter a pressão arterial, a glicemia em níveis compatíveis com a vida.

Em princípio não há restrição ao uso de medicamentos alopáticos.

Enfim, com a restauração do equilíbrio, os medicamentos alopáticos poderão ser gradativamente reduzidos sempre de forma responsável e ética, objetivando sempre o bem estar do paciente.

Aproveite e veja o vídeo sobre o que fazer depois da residência médica:

Tenha em vista que, se precisar de ajuda, pode entrar em contato com a nossa equipe de especialistas, eles certamente estarão prontos para te ajudar.
Por fim, um forte abraço, por conseguinte, até a próxima. 
Conheça os nossos programas!

Siga-nos nas redes sociais, isso irá servir para que você receba sempre novidades e dicas super importantes do universo médico: Facebook, Instagram, Youtube Twitter Linkedin

Conteúdos relevantes

Deixe um comentário

Dar nossa contribuição para a carreira médica é o melhor jeito de contribuir com a evolução da saúde no país. Junte-se a mais de 35 mil médicos e receba dicas e conteúdo exclusivo.

RECEBA GRÁTIS CONTEÚDOS EM SEU E-MAIL