banner desktop banner mobile

Onde Fazer Residência Médica?

Onde Fazer Residência Médica?

A residência médica é um dos maiores sonhos de grande parte dos médicos, e muitos deles nem saíram da faculdade mas já estão se preparando para ela, e nesse momento surge a seguinte questão: “Onde fazer a residência médica?”.

Podemos dizer que essa é uma dúvida muito comum entre os estudantes de medicina, os futuros residentes, e pode ocorrer tanto nos casos em que o médico não sabe onde prestar a prova, quanto quando ele passa em mais de uma instituição e precisa decidir onde irá assumir.

Independente de qual seja a circunstância, essa nunca é uma tarefa fácil, visto que existem inúmeros fatores que influenciam na tomada de decisão. 

Sob esse mesmo ponto de vista, continue lendo e descubra tudo sobre como definir onde fazer residência médica.

Por que definir onde fazer residência médica é tão importante?

Onde você irá fazer residência médica é tão importante quanto a definição da própria especialidade, visto que muitos médicos desistem de suas residências porque a especialidade ou a instituição não são exatamente aquilo que esperavam. 

E, por incrível que pareça, mesmo que muitos futuros residentes tomem essa decisão com toda certeza e segurança, ainda sim, isso acontece com uma frequência maior do que você imagina.

Isso acontece porque ninguém te conta quais são os prós e contras de cada instituição, até mesmo porque são tantas instituições que pode até ficar difícil fazer isso. 

Seguindo esse raciocínio, pense no seguinte exemplo:

Digamos que você tenha sido aprovado na residência médica em 3 instituições, e escolheu uma dessas 3 para atuar, entretanto, você não consegue se adaptar à ela. 

Entretanto, ao escolher uma instituição, você automaticamente descarta as outras duas.

Dessa forma, escolher a instituição errada pode fazer com que você tenha que passar por todo processo novamente. 

Entendeu agora a importância de escolher a instituição certa? Essa é uma decisão que não tem volta, a menos que você comece tudo do zero, de novo.

Agora que você já entendeu, vamos descobrir como minimizar os riscos de se arrepender de sua escolha.

Fatores importantes para levar em consideração sobre onde fazer residência médica

#1 O local onde você pretende fazer residência médica é adequado para sua especialidade?

Você deve estar se perguntando “como assim?” em conformidade com o que já falamos no artigo sobre a demografia médica, algumas especialidades estão enfrentando certo congestionamento em determinadas regiões, enquanto outras, estão em estado de escassez. 

Saber disso faz toda diferença na hora de definir onde fazer residência médica, visto que, se você optar por uma instituição que fica localizada em uma região que não tem tanta demanda da sua especialidade, sua residência médica não será proveitosa.

#2 Dê prioridade para hospitais em regiões onde você pretende se estabilizar 

Muitos vão em busca de hospitais em grandes cidades, e realmente, em sua grande maioria, esses hospitais são sinônimo de excelência tanto em educação quanto em infraestrutura. 

E, como já é conhecido, a residência médica é um período no qual o médico cria seu networking, o que lhe proporciona, inclusive, oportunidades de emprego no hospital que faz sua residência, assim como integrar equipes de médicos renomados, posteriormente, continuar seus estudos fazendo um mestrado. 

A residência médica é uma porta para grandes e inúmeras oportunidades, por esse motivo, você deve ter o desejo de criar raízes no local onde realizar sua residência. 


Leia também: O que fazer depois da residência médica


#3 Como é a infraestrutura desse hospital?

Esse hospital atende bem as necessidades que sua residência irá demandar? Qual é a opinião de quem já fez residência nesse hospital?

Fazer essa pesquisa é muito importante para evitar frustrações e surpresas desagradáveis durante sua residência.

Além disso, você deve levar em consideração a possibilidade de continuar na instituição depois da residência.

#4 Qual a carga horária teórica do programa?

É absolutamente comum que o residente chegue ao programa louco para colocar a mão na massa, entretanto, não podemos esquecer que a residência médica conta com sua parte teórica. 

Dessa forma, é importante analisar esse ponto durante sua pesquisa sobre a instituição, uma vez que a parte teórica do programa se faz fundamental para que o residente possa exercer plenamente a prática. 

Outrossim, as discussões clínicas, análises de casos, que já foi visto durante o internato, ajudam muito no dia a dia dos residentes. 

5 Dicas para definir onde fazer residência médica 

#1 – Conheça o tipo de paciente que você irá atender

Assim como conhecer bem o público, ou seja, o tipo de paciente, é importante na hora de definir sua especialidade médica, essa questão se faz igualmente importante quando se trata do local de atuação. 

Isso se dá pelo fato de que você precisa saber se sua especialidade será bem aproveitada naquela região ou não.

Conforme falamos anteriormente, algumas especialidades são muito requisitadas em alguns lugares, devido a falta de profissionais e grande quantidade de pacientes, em contraste, outras especialidades estão congestionando certas regiões que não existem uma demanda tão grande assim da mesma.

Por exemplo, se você for especialista em pediatria, não seria bom ir para uma cidade onde a taxa de natalidade é baixa, não é mesmo?

#2 Esteja atento à concorrência 

A concorrência não se trata apenas da relação candidato vaga no vestibular entrar na residência, mas também está ligada à atuação de profissionais da mesma área que a sua.

Conforme foi divulgado no estudo sobre a demografia médica, existe uma má distribuição dos profissionais de medicina no Brasil.

Dessa forma, é preciso estar atento sobre onde sua especialidade será mais aproveitada, ao invés de fazer como os demais e ir para os grandes pontos de foco da sua especialidade, onde existem mais médicos do que pacientes.

#3 Faça as contas! Análise o investimento que você fará

A residência médica oferece uma bolsa auxílio para o residente, no valor de cerca de R$3.000,00, por esse motivo, não é permitido que o médico atue fora do hospital que faz sua residência. 

Entretanto, muitos médicos optam mesmo assim por realizar plantões por fora, visto que muitas vezes a bolsa não supre todas as suas necessidades.

Por esse motivo, é preciso colocar tudo na ponta do lápis, você fará residência médica em um hospital público ou particular? 

Qual o estilo de vida das pessoas dessa região? Vai morar sozinho ou irá dividir as despesas com alguém?

 Você conseguirá ou não atuar como médico fora do horário da residência? 

Essas são questões que não devem passar batidas, uma vez que podem evitar futuras surpresas indesejadas.


Leia também: Economia na residência médica, na ponta do lápis


#4 Quais as expectativas para o futuro da sua especialidade nesta região? 

Você sabe quais são as expectativas para o futuro da sua especialidade nesta região?

Não? Então já passou da hora de pesquisar mais sobre isso. 

Pesquisas como essa vão te ajudar a tomar uma decisão mais consciente e certeira, pois você estará analisando o crescimento da sua especialidade naquela região onde pretende fazer residência médica e saberá se aquele local é ou não próprio para criar raízes ao final de sua residência. 

Outra opção é que você visite a cidade, se for possível, para conhecer mais sobre ela. 


Leia também: Principais tendências da medicina para o futuro


#5 Como é a remuneração da sua especialidade onde pretende fazer residência médica? 

A remuneração médica é um assunto bem polêmico, e por esse motivo, é sempre importante ressaltarmos que uma especialidade pode ser muito bem remunerada em uma determinada região, e em outra não, conforme explicamos aqui.

Por conseguinte, você deve pesquisar mais a respeito disso, comparar o salário entre as regiões, para que assim, não se depare com um salário abaixo do que o esperado. 


Perguntas que você precisa se fazer antes de definir onde fazer residência médica

onde fazer residência médica

onde fazer residência médica


Onde fazer residência médica? Conheça os melhores hospitais

Listamos os 10 melhores hospitais do Brasil para se fazer residência médica, confira:

  • Hospital Regional do Baixo Amazonas
  • Hosp. Regional de Cotia
  • Hospital Estadual de Sumaré
  • Hosp. Municipal de M’Boi Mirim
  • Hospital Regional Público da Transamazônica – Estadual
  • Hosp. Estadual de Vila Alpina
  • Hospital das Clínicas Luzia de Pinho Melo
  • Hosp. Estadual de Diadema
  • Hospital Geral de Itapecerica da Serra
  • Hosp. Estadual Transp. Câncer e Cirurgia Infantil

Leia também: Melhores hospitais para prestar a prova de Residência Médica no Brasil


Em resumo, vimos o porquê onde você irá fazer residência médica é tão importante, e assim, podemos concluir que essa não pode ser uma decisão tomada por impulso, caso contrário, poderá resultar em mais um ano na luta para conquistar sua aprovação em outro vestibular de residência médica.

E, certamente, você não quer passar mais um 1 ano estudando, não é mesmo?

Por esse motivo, não fique com dúvida!! Para te ajudar, temos esse artigo completo com as dúvidas mais frequentes sobre a residência médica.

Posteriormente, assista ao vídeo sobre como definir onde fazer residência médica, aperte o play:

E se precisar de ajuda pode entrar em contato com a nossa equipe de especialistas, eles estão prontos para te ajudar.

Por fim, um forte abraço, até a próxima. 

Siga-nos nas redes sociais e receba sempre novidades e dicas super importantes: Facebook, Instagram, Youtube Twitter Linkedin

Conteúdos relevantes

Deixe um comentário

Dar nossa contribuição para a carreira médica é o melhor jeito de contribuir com a evolução da saúde no país. Junte-se a mais de 35 mil médicos e receba dicas e conteúdo exclusivo.

RECEBA GRÁTIS CONTEÚDOS EM SEU E-MAIL