banner desktop banner mobile

Estudar para Residência Médica, o que pode afetar seu desempenho?

Estudar para Residência Médica, o que pode afetar seu desempenho?

Estudar para Residência Médica pode exigir um esforço mental e físico muito grande do médico, e com isso o seu desgaste acaba sendo algo natural.

O problema é que nesse caso, não é possível desistir.

Afinal, para conseguir a residência médica o médico necessita se sobressair e portanto, se dedicar ao seus estudos.

Diante disso, é necessário prestar atenção em fatores psicológicos e emocionais que podem influenciar na maneira como estuda no dia a dia.

Se você está em busca de ter rendimento nos estudos para ser aprovado na residência médica é imprescindível que saiba como os fatores psicológicos e emocionais podem te influenciar.

Veja abaixo os fatores que tendem a influenciar seus estudos e como superá-los para que estudar para residência médica possa continuar sendo uma de suas prioridades.


Escrevendo

Psicológicos e Emocionais

Os fatores psicológicos e emocionais são, sem dúvida, componentes que o médico deve prestar atenção habitualmente.

Pois estão sempre sobre muita pressão.

Quando não estão se auto pressionando, seus pais, ou até mesmo o ambiente de trabalho ajudam nesses fatores psicológicos.

Qualquer problema intenso do qual ocorra com a pessoa pode fazer com que o equilíbrio entre esses dois fatores seja perdido.

E isso acaba causando novos transtornos ao seu dia a dia.

Quando o médico está em plena conformidade com os seus pensamentos e as emoções, ela se torna mais motivada e aberta para as ações da sua rotina.

Estar bem com o ambiente de trabalho e com si mesmo, são fatores essenciais para a rotina fluir de forma positiva.

Alguns especialistas apontam que quando o psicológico se encontra de fato desgastado é comum que o rendimento caia.

E como consequência, as expectativas para o alcance de algo acaba sendo substituída pelo desespero.

Já que talvez não consiga ter o que deseja.

A partir disso, as emoções também acabam sofrendo mudanças.

O que era para ser um momento de equilíbrio, torna-se o seu pesadelo.

O qual afasta ainda mais do objetivo de se dedicar a estudar eficientemente para residência.

Quando chega o momento de estudar é necessário que se tenha tranquilidade e segurança.

Quando os fatores psicológicos e emocionais não estão bem, isso se torna inviável.

Sendo assim, cabe ao médico analisar os mais diferentes problemas que o cerca em busca de solucioná-los para ter a plenitude novamente na sua rotina.

Se você deseja encontrar a motivação ao estudar para residência médica é preciso aliar o lado físico, mental e o emocional.


Estudando

Analise com cuidado os fatores psicológicos e emocionais na hora de estudar

Se você não está em um dos seus melhores dias é mais do que comum não se sentir bem para estudar para residência médica.

O problema é o caso emocional e psicológico.

Eles podem influenciar diretamente no estado físico e mental do médico, lhe deixado mais desgastado.

Além disso, os fatores emocionais e psicológicos acabam por prejudicar a concentração da pessoa.

E assim não permite que ela tenha mais motivação para os seus estudos.


Estudar para Residência


Sendo assim, é necessário solucionar o problema.

Por exemplo, é mais do que comum os médicos que estudam para residência médica se sentirem pressionados, e com um nível de cobrança muito alto.

Afinal residência médica não é fácil.

Também é importante levar em conta que o curso de medicina sempre foi o mais longo e obviamente cobrado excelência.

Ansiedade e Autocontrole

Com isso, a ansiedade e até mesmo seu autocontrole podem se perder no meio do caminho.

A partir desse momento eles não conseguem se dedicar aos estudos.

Mas, não fique aflito.

Ansiedade e até mesmo a falta do autocontrole podem ser considerados males do século. 

Para esses casos é mais do que aconselhado dedicar uma hora ou até mesmo um dia, para entender os problemas emocionais e psicológicos.

Cuide de você!

Tente entender o que não se encontra em conformidade.

Se for possível busque ajuda profissional e assim determinar quais são as suas causas.

Assim conseguirá voltar a ter o seu rendimento nos estudos para residência médica considerados excelentes.

A busca por auxílio pode ser uma boa maneira de driblar todos efeitos causados pelo desequilíbrio dos fatores psicológicos e emocionais.

Importante sempre ter em mente que esses fatores fazem parte de você.

Cuidados externos e internos para se sentir bem são necessários.

Por isso, não se deixe em segundo plano nunca!

Busque auxilio se sentir necessidade.

Volte a arrasar nos estudos e se permitir ter uma ótima performance de estudos.

Afinal, residência médica não é brincadeira.

passar na residência médica

Gostou deste artigo?

Então deixe o seu comentário aqui embaixo e veja outros conteúdos que provavelmente você irá gostar!

Siga-nos nas redes sociais e receba sempre novidades e dicas super importantes: Facebook, Instagram, Youtube

Conteúdos relevantes

Deixe um comentário

Dar nossa contribuição para a carreira médica é o melhor jeito de contribuir com a evolução da saúde no país. Junte-se a mais de 35 mil médicos e receba dicas e conteúdo exclusivo.

RECEBA GRÁTIS CONTEÚDOS EM SEU E-MAIL