O que Fazer para Entrar na Residência Médica

O que Fazer para Entrar na Residência Médica

Se você chegou até aqui é porque precisa entrar entrar na residência médica no próximo ano.

No Brasil atualmente existe aproximadamente 420 mil médicos dos quais 53,57% deles tem título de especialista obtidos com a conclusão de residência médica.

Imagino que a pergunta que você está se fazendo é: por que esses 224.994 médicos conseguiram entrar na residência médica e eu ainda não?

Bom, nós conversamos com alguns deles e eles nos disseram que existem várias formas para conseguir entrar na residência médica e todas elas passam por um processo chamado ESTUDO, muito estudo.

Se você tem interesse em ingressar o mais rápido na residência médica, precisa continuar lendo esse artigo, pois, fizemos uma lista de alguns meios para conseguir pegar um atalho e chegar lá mais cedo.

 

Nesse artigo você vai saber mais sobre:

Base bibliográfica

Cursos preparatórios para concurso de residência médica

Coaching tradicional

Bancos de provas

Programas de performance de estudos

Conteúdos grátis na internet

A dificuldade em entrar na residência médica

A residência médica é obrigatória?

Tempo de duração das residências

Vantagens da residência médica

Desvantagens da residência médica

 

BASE BIBLIOGRÁFICA


Esses materiais são muito ricos em informações especificas para cada prova, geralmente estão disponíveis em vários softwares, principalmente de cursos preparatórios que detém a propriedade da maioria desses materiais.

Mas fazendo uma busca bem-feita na internet você consegue encontrar muitas dessas apostilas.

 

CURSOS PREPARATÓRIOS PARA CONCURSO DE RESIDÊNCIA MÉDICA


Há, esses são os queridos de todos e existem aos montes por aí.

Esses cursos, muitos deles bons, são uma excelente forma de conseguir entrar na residência médica, a grande maioria dos médicos que se formam e querem fazer a residência médica se não fazem depois do curso de medicina, já começam a fazer antes do curso tradicional terminar, para garantir a concorrida vaga.

Como disse no item anterior esses cursos tem muito conteúdo específico do que cai nas provas e tem grande acervo de livros, apostilas, provas, comentários dos professores de banca, enfim, em conteúdo eles são muito ricos.

Por conta da dificuldade em entrar na residência médica, nos últimos anos, surgiram alguns cursos chamados de preparatórios, criados especialmente para quem tem o intuito de fazer residência, da mesma forma dos que já existem para quem se prepara para fazer o exame da OAB – Ordem dos Advogados do Brasil.

Estes cursos para residência médica dão um suporte na revisão dos temas, assuntos e conteúdos, além de ajudarem os médicos no desenvolvimento de “macetes” para serem usados na hora do processo seletivo.

 

COACHING TRADICIONAL


Talvez o menos conhecido.

A grande vantagem do coaching tradicional é que com o acompanhamento e a cobrança também de um profissional você consegue se empenhar muito mais e foca absolutamente no seu objetivo.

Porém, o coaching tradicional trabalha apenas a sua forma de pensar e te motiva a pensar diferente.

 

Saiba mais dicas de coaching para ficar totalmente preparado para a residência.

 

BANCOS DE PROVAS


Geralmente esses bancos de provas, servem para aquele aluno que consegue estudar sozinho e se garante, ele não precisa da ajuda de ninguém e de nenhum curso.

Conseguir estudar apenas por provas e por conta própria é uma coisa muito rara de se ver no concurso de residência médica, mas existem prodígios por aí que conseguem, se você for um deles, vá em frente e vire um especialista, não perca tempo.

 

PROGRAMAS DE PERFORMANCE DE ESTUDOS


Esses são novos, apenas uma pequena parcela dos médicos que foram aprovados no concurso de residência médica passou por eles, existem dois ou três no mercado e todos os que passaram por eles garantem que realmente funciona.

O que dizem é que muitos dos que fazem esses programas estão fazendo ou já fizeram algum curso preparatório, pois esses programas funcionam como um maximizador de performance nos estudos, apontando o melhor a forma que você deve estudar os conteúdos que os cursos preparatórios oferecem.

 

CONTEÚDOS GRÁTIS NA INTERNET


A internet nos ajuda em tudo na vida, e não seria diferente nessa fase.

Existem sites que oferecem muitos conteúdos de performance de estudos, dicas para ser aprovado, check-list, planilhas de organização de estudos, enfim tudo que você buscar com certeza irá encontrar através da internet.

 

A DIFICULDADE EM ENTRAR NA RESIDÊNCIA MÉDICA


Muitas pessoas acreditam que entrar na residência médica é mais difícil do que passar no vestibular.

O processo seletivo conta com uma prova teórica que possui cerca de 100 perguntas sobre os temas abordados durante o curso.

Essa etapa chega a representar até 90% da forma de avaliação.

Os outros 10% ficam divididos entre a entrevista pessoal e a análise do currículo.

Nesta avaliação escrita, também chamada de provão, os recém-formados chegam a responder questões sobre assuntos como cirurgia, clínica médica, ginecologia, pediatria, obstetrícia e até medicina social.

 

Aprenda a como não perder o foco nos estudos e ficar totalmente preparado para as provas de residência!

 

A RESIDÊNCIA MÉDICA É OBRIGATÓRIA?


A Comissão Nacional de Residência Médica revela que todos os anos, mais de 7 mil vagas para residências médicas são oferecidas para médicos recém-formados, no País.

Mas, esse número não é suficiente, já que anualmente o número de formandos em Medicina chega a bater os 10 mil.

De acordo com estes números, podemos perceber que cerca de 3 mil profissionais, anualmente, não fazem residência médica e com isso não chegam se especializar em nenhuma área médica.

Mas, é preciso reforçar que estes médicos podem exercer normalmente a profissão, mas não poderão ter o título consigo de especialistas, atuando apenas como clínico-geral.

 

TEMPO DE DURAÇÃO DAS RESIDÊNCIAS


O tempo de duração das residências pode variar de acordo com a especialidade que foi escolhida.

Em residências na área de cirurgia, o período de estudos pode chegar a dois anos, no segmento de cirurgia geral.

Mas, no total, sabe-se que, em média, as residências médicas chegam a durar de dois a quatro anos.

 

VANTAGENS DA RESIDÊNCIA MÉDICA


A residência médica existe no País regulamentada desde 1977 e é uma modalidade de ensino de pós-graduação para médicos recém-formados.

Diferente de outras áreas e profissões, quem se forma em Medicina não precisa pagar a sua especialização e ainda chega a ganhar uma bolsa-auxílio durante o período em que realiza a residência médica.

Nos hospitais que são da rede pública, a bolsa é dada pelo Ministério da Educação e o valor é em média de R$ 1.620.

Já nos hospitais privados, o mesmo valor também é pago, mas pelo hospital particular.

 

DESVANTAGENS DA RESIDÊNCIA MÉDICA


A grande desvantagem da residência está no quão difícil é entrar.

Se por um lado o médico não precisa pagar para fazer a residência médica, por outro lado é preciso saber que ele é bem concorrido.

De um modo geral, os médicos que acabaram de formar podem chegar a estudar por um ano pensando na aprovação no processo seletivo para residência.

 

Gostou deste artigo? Então deixe o seu comentário aqui embaixo e veja outros conteúdos que provavelmente você irá gostar!

Conteúdos relevantes

Deixe um comentário

Dar nossa contribuição para a carreira médica é o melhor jeito de contribuir com a evolução da saúde no país. Junte-se a mais de 35 mil médicos e receba dicas e conteúdo exclusivo.

RECEBA GRÁTIS CONTEÚDOS EM SEU E-MAIL