As Mentiras Mais Contadas Sobre Residência Médica

As Mentiras Mais Contadas Sobre Residência Médica

A residência médica é uma etapa da vida acadêmica dos estudantes de medicina, onde eles vivenciam de forma prática a profissão que escolheram e também conseguem se especializar em alguma área da saúde.

É como se ela fosse uma pós-graduação, colocando os jovens médicos em um treinamento em serviço, como é definida de forma mais clara a RM.

Para poder ser um residente, os estudantes de medicina precisam participar de um concurso constituído de três etapas: a prova objetiva, prática e análise curricular.

O exame é bastante extenso e requer uma boa dedicação, considerado como um segundo vestibular de medicina, e você sabe bem como foi difícil passar nele.

O programa de ensino é ministrado por profissionais da saúde que possuem grande experiência na área de especialização, onde o aluno saíra formado como médico.

Ele só poderá inicia-lo após concluir a graduação.

Mas você saberia dizer o que é verdade ou mito sobre a residência médica? Hoje você vai as maiores mentiras contatas sobre a residência, sabendo o que realmente é verdade neste assunto.

 

>> Você Não Precisa ter Experiência

Se já ouviu isso de alguém, era mentira.

Uma das etapas do concurso de residência é para avaliar a sua experiência na profissão, com questões práticas sobre pediátrica, clínica médica, medicina social e outras.

Parando para pensar, onde a experiência não é importante na área da saúde? Um erro, por menor que seja, pode tirar a vida de alguém, então é claro que a prova de RM tem sim um pouco de prática.

O aconselhamento neste caso, além dos estudos, é que o candidato tenha trabalhado anteriormente antes de prestar o concurso, tendo no mínimo 2 anos de experiência para encarar uma especialização.

 

>> Residência Não tem Plantão

Engano seu, porque será necessário cumprir plantões em caráter de residência, com 24 horas semanais e um intervalo de 6 horas entre cada um deles, que é obrigatório.

As folgas, normalmente, são aos finais de semana, sendo apenas uma.

Esses plantões servem como uma espécie de estágio, por conta disso que é interessante a experiência em serviço antes de iniciar a RM.

 

>> Período Igual Para Todas as Especialidades

Nenhuma área da saúde é igual, então é um pouco obvio que a duração da residência é diferente para cada especialidade.

Cada curso tem duração mínima de dois anos e máxima de quatro anos, é apenas um pouco menor que a faculdade.

 

>> Você Não Poderá Trancar a Residência

Se for necessário, você pode optar por interromper o curso, isso não é proibido.

Mas para trancar a RM são indicados casos específicos, porque se perde a bolsa.

Casos como doenças, gravidez e serviços militares são os mais comuns, e neste período o médico residente não tem direito a bolsa de estudos.

 

>> Mesma Regra Para Todas as Instituições

Embora as regras venham do CRNM, algumas instituições têm suas próprias regras internas, mas elas não podem deixar de cumprir as normas do Conselho.

O regimento é determinado pelas instituições, que deverão ser cumpridas pelos residentes, enquanto a entidade não pode ferir a legislação federal.

 

Aprenda 16 técnicas para você ficar preparado para as provas de residência!

 

Gostou deste artigo? Então deixe o seu comentário aqui embaixo e veja outros conteúdos que provavelmente você irá gostar!

Conteúdos relevantes

Deixe um comentário

Dar nossa contribuição para a carreira médica é o melhor jeito de contribuir com a evolução da saúde no país. Junte-se a mais de 35 mil médicos e receba dicas e conteúdo exclusivo.

RECEBA GRÁTIS CONTEÚDOS EM SEU E-MAIL