Importantes Mitos e Verdades Sobre Residência Médica

Importantes Mitos e Verdades Sobre Residência Médica

Se você já se formou ou está no período final e quer se especializar é importante que você saiba alguns mitos e verdades sobre residência médica para tirar qualquer dúvida sobre isso.

A maioria dos médicos que se formam pensam em especialização, ou seja, na residência médica.

A residência médica pode ser considerada um segundo vestibular das pessoas que fazem medicina.

Esse programa prepara futuros médicos com um grau de excelência muito grande, afinal eles são ensinados pelos melhores médicos do país como mestres, doutores e pós doutores.

Para se especializar você deve ter concluído o seu curso de graduação e passar então pelo processo seletivo que é dividido em três fases.

A primeira fase tem um valor de 90% para você conseguir a sua vaga, que é a realização da prova teórica. As duas outras são a análise curricular e as entrevistas pessoais.

Existem alguns mitos e verdades sobre residência médica que você precisa saber e para ajudar você, separamos 5 desses mitos.

Eles vão ajudar você em qualquer dúvida que você tiver sobre a residência.


 5 Mitos e Verdades Sobre Residência Médica que Você Precisa Saber

É necessário saber mais sobre a residência médica e sobre cada especialização antes de escolher a sua.

Você deve estar bastante convicto antes de começar a sua residência médica para não se arrepender depois.

E para ajudar você com as informações, separamos alguns mitos e verdades sobre residência médica.

 

Saiba mais dicas de coaching para ficar totalmente preparado para a residência.

 

  1. Não é Preciso Experiência Nenhuma para Passar na Prova de Residência Médica:

A experiência como médico conta sim para você passar na prova de residência porque você vai responder questões sobre clínica médica, cirurgia, pediatria, ginecologia, obstetrícia e medicina social.

Além disso, a experiência é sempre importante, mesmo se você não for fazer residência médica.

Alguns médicos aconselham que você trabalhe de 2 a 3 anos antes de se especializar para ver de fato que área você quer fazer.

Então quanto mais experiência, mais maduro você está, o que vai facilitar na sua decisão.

 

  1. A Residência tem um Período Igual Para Todas as Áreas:

Como nenhuma área é igual a outra, cada especialidade tem um tempo de duração.

Em média os cursos de especialização duram de 2 a 4 anos, depende muito da área que você escolher.

 

  1. Não é Preciso Fazer Plantões na Residência Médica:

É preciso sim cumprir plantões de residência médica e eles devem ter a duração de 24 horas semanais e um intervalo obrigatório de 6 horas entre cada plantão.

O médico residente também tem direito a uma folga na semana, que acontece geralmente nos finais de semana.

 

  1. Há uma Regra Específica Para Todas as Instituições?

Não, as regras dadas pela CRNM devem ser cumpridas, mas cada instituição tem suas próprias regras internas, que devem ser seguidas pelo residente.

Nenhuma determinação deve ir contra a lei federal, mas cada unidade tem seu próprio regimento.

 

  1. Não é Possível Trancar a Residência:

Sim, é possível trancar a residência médica, até porque em alguns casos a pessoa não está mais em condições de cursar, como no caso de doenças. Você pode trancar também por motivo de serviços militares e no caso de gravidez para as mulheres.

Nesse período o residente não faz jus a sua bolsa.

O período de licença maternidade é de 4 meses e pode ser estendido por mais dois meses e nesse caso e em casos de doenças o residente recebe do INSS e quando voltar para a instituição ele recebe da própria faculdade normalmente.

 

Esses são os 5 mitos e verdades sobre residência médica que separamos para você e esperamos que qualquer dúvida tenha sido solucionada.

 

Gostou deste artigo? Então deixe o seu comentário aqui embaixo e veja outros conteúdos que provavelmente você irá gostar!

Conteúdos relevantes

Deixe um comentário

Dar nossa contribuição para a carreira médica é o melhor jeito de contribuir com a evolução da saúde no país. Junte-se a mais de 35 mil médicos e receba dicas e conteúdo exclusivo.

RECEBA GRÁTIS CONTEÚDOS EM SEU E-MAIL