Qual o Melhor Curso Preparatório Para Residência Médica

Qual o Melhor Curso Preparatório Para Residência Médica

Quando queremos nos preparar para entrar na residência medica, queremos fazer tudo certinho, estudar o que vai cair na prova, para não haver erros e conseguir entrar na desejada residência medica.

E por isso existem alguns cursos que podem te ajudar a te preparar nessas provas e vai te dar uma visão melhor do que estudar.

É obvio que tudo o que você estudou para a faculdade também é útil para as provas de residência e serve como uma grande base, mas as perguntas de prova são direcionadas e repetitivas, ou seja, “decorado”!

Os melhores concursos (como USP, UNIFESP e UNICAMP) já fazem a 1ª fase discursiva e isso só tem a dar valor quem fez um bom internato e estudou de verdade, mas quem está se preparando para ir à luta e enfrentar todo tipo de prova, tem sim que estudar a “decoreba”.

A diferença nos cursos está na metodologia didática e no conteúdo, elaborados por médicos do corpo clínico do próprio Hospital.

A metodologia do Ensino permite a aprendizagem significativa, onde os participantes estudam de acordo com o seu ritmo.

Exercícios de fixação pré e pós-testes colaboram para a construção do raciocínio clínico e a correlação dos diversos sinais e sintomas com os diagnósticos e tratamentos, tornando o curso auto instrucional.

 

» Cursinhos preparatórios

Já que as provas abordam as 05 grandes áreas da medicina e usam como referências os grandes tratados sobre o tema, “basta” estudar tudo do Harrison, Sabiston, Nelson, 10 livros de GO (já que cada um fala uma coisa) e todas as leis do SUS. Simples, né?!

Por isso que a maneira mais prática de estudar tudo isso é fazer cursinho preparatório!

É claro que tem gente que passa sem fazer cursinho e vice-versa, mas o cursinho facilita a nossa vida: o material é resumido e direcionado ao que cai na prova e os simulados ajudam você a ter uma noção do seu progresso.

Outra coisa muito importante do cursinho: a cada aula você recebe um material e sua meta é terminar aquele material até a próxima aula – e ter uma meta ajuda bastante a dar ritmo ao estudo.

O grande problema dos cursinhos é que em geral são caros (mensalidade cerca de R$ 500,00), mas há varias alternativas para isso!

Alguns oferecem aulas virtuais e você pode formar um grupo com colegas e dividir, outros dão desconto para quem faz divulgação na faculdade e se nada disso der certo, você compra o material de um amigo que fez no ano anterior: porque as aulas até ajudam, mas o que faz a diferença é o material!

Nosso objetivo aqui não é fazer propaganda de nenhum cursinho, mas os mais famosos são:

>MedGrupo:

tem dois anos de curso através do Medcurso e MED e aulas presenciais em alguns estados e videoconferência na maioria dos outros. As aulas são boas, mas tem professores ruins em algumas áreas. O grande diferencial do curso é a qualidade do material: as apostilas têm edição gráfica primorosa, texto sucinto com gráficos, imagens e tabelas e questões ao final do material.

 

>SJT:

tem um ano de curso, com opção de intensivo e extensivo. Não tem filial em todos os estados, mas agora oferece a opção de curso totalmente online. As aulas são presenciais, tendo a vantagem de permitir interação com o professor, mas pode deixar a aula mais dispersa dependendo do tamanho da turma. Quem fez o curso elogia bastante a qualidade das aulas, mas reclama do material: texto denso e material volumoso – às vezes é melhor ler o tratado!

 

>Medcel:

O Medcel tem também um ano de curso, com opção Intensivo e Extensivo.

Aula presencial somente na unidade matriz em SP e online ao vivo e com reprise para todos os outros estados.

O grande diferencial do curso é o preço mais acessível, já que as aulas são online.

 

» Como estudar para as provas de residência

A palavra-chave para estudar com eficiência é “meta”! São tantas as atividades para conciliar durante a faculdade, que acrescentar mais uma ficam difíceis.

Então tenha uma meta de estudo com relação a conteúdo e tempo, por exemplo, estude no mínimo 2h por dia e termine o material do cursinho antes da aula seguinte.

Outra dúvida importante é: quando começar a se preparar para as provas de RM?

O sexto ano da faculdade dá, mas se você puder estudar 2 anos, é o ideal!

Nós estudamos dois anos e foi muito bom porque no 5º ano o objetivo era revisar todo o conteúdo, estudando de forma mais aprofundada; e no 6º ano direcionamos à prova e ao que tivemos dificuldade no ano anterior, de modo a intensificar nos assuntos mais difíceis.

E a dica mais importante: pratique!

Como tudo na medicina, fazer prova também exige prática!

Principalmente porque as questões de residência são muito repetitivas!

Então faça todas as questões do material do cursinho (geralmente eles também oferecem questões online) e procure na internet as provas anteriores dos locais onde você vai tentar: é muito importante treinar a prova inteira para conhecer o perfil da prova e calcular bem o tempo.

 

Saiba mais dicas de coaching para ficar totalmente preparado para a residência.

 

» Curso prático – vale a pena?

Como as principais provas do país têm prática na 2ª fase do concurso, os cursinhos oferecem cursos práticos no final do ano.

Geralmente os cursos são em São Paulo, duram 2 ou 3 dias e custam em média R$ 3.000,00.

O tempo do curso é dividido entre aulas práticas e questões práticas simulando as provas de RM.

De fato o conhecimento adquirido é pouco, mas é uma boa oportunidade para treinar o tempo da estação prática (porque eles simulam de verdade) e conhecer manequins diferentes dos que tem na sua faculdade (a familiaridade com os manequins ajuda muito na hora da prova).

Afinal, vale a pena? Se você tem condições de pagar, faça! Afinal, se você já está investindo tudo para fazer as provas, o curso prático é sempre algo mais! Além disso, se acontecer de você não passar vai ficar dizendo “Ah se eu tivesse feito o curso prático”.

 

Gostou deste artigo? Então deixe o seu comentário aqui embaixo e veja outros conteúdos que provavelmente você irá gostar!

Conteúdos relevantes

Deixe um comentário

Dar nossa contribuição para a carreira médica é o melhor jeito de contribuir com a evolução da saúde no país. Junte-se a mais de 35 mil médicos e receba dicas e conteúdo exclusivo.

RECEBA GRÁTIS CONTEÚDOS EM SEU E-MAIL