banner desktop banner mobile

[Vídeo 4] Economia na residência médica, na ponta do lápis

[Vídeo 4] Economia na residência médica, na ponta do lápis

Economizar é um assunto que interessa a todos, mas quando falamos sobre economia na residência médica, a classe médica se interessa ainda mais.

Nos últimos vídeos da série Universo Médico, temos abordado a realidade da residência médica em nosso país.

E se você tem nos acompanhado, já sabe que para se destacar da concorrência e ficar totalmente preparado para as provas, você precisa de planejamento, organização e foco nas suas prioridades.

Esse é o tema que iremos abordar neste vídeo.

Já parou para pensar em quanto um candidato gasta nesses processos seletivos?

Isso contando desde cursinhos preparatórios, inscrições de provas, traslados, viagens, transporte, entre outros.

No vídeo a seguir você irá ter noção de custos e mostraremos que é possível ficar ainda mais preparado para as provas economizando energia, tempo e dinheiro.

Aperte o PLAY e confira o vídeo completo!!

Vá direto para o que te interessa! Confira abaixo os temas abordados em cada minuto do vídeo:


» 00:01 até 00:23 – A realidade da residência médica no Brasil!

» 00:24 até 01:03 – A importância de ter método, foco e planejamento para passar na residência.

» 01:04 até 01:25 – Você pode gastar uma fortuna para a preparação para as provas!

» 01:26 até 03:11 – Você precisa ter foco na escolha de programas para passar na residência!

» 03:12 até 03:52 – Média de gastos nos processos seletivos!

» 03:53 até 05:28 – A preocupação dos cursinhos preparatórios são somente com conteúdo!

» 05:29 até 06:24 – O gasto com cursinhos e provas é chocante! Cuidado com a economia burra!

» 06:25 até 08:26 – Solução Medcoach: Montar um plano de estudos assertivo com foco nas provas de mais importância para você!

Descubra os seus défices de conteúdo e estude o que realmente precisa estudar.

Tenha eficiência em sua evolução e ainda economize dinheiro!


Ou confira o conteúdo do vídeo, abaixo:

Se você acompanhou os três últimos vídeos da série Universo Médico, então a essa altura já é um candidato vacinado sobre a realidade da residência médica no nosso país.

Eu nem preciso te falar que são médicos demais para poucas vagas nos melhores programas de residência.

Sendo que até 2020 já serão mais de 500.000 médicos no Brasil.

Dessa forma, a concorrência para a residência aumenta a cada ano.

Você já viu também porque a tal residência é tão importante no nosso mercado.

Além de já saber quais as vantagens que ela vai trazer para seu currículo.

E, mais importante de tudo, você sabe que a aprovação no programa de residência médica de sua escolha exige três coisas:


MÉTODO, PLANEJAMENTO e FOCO.

Portanto, é o método que te aprova, não o tempo que você dedica aos estudos.

O planejamento ajudará você a colocar seu método em prática.

Posteriormente, o foco irá impedir que você se perca no meio do caminho.

Essas três coisas importantes, a faculdade de medicina, INFELIZMENTE, não te ensina.

E é  isso que leva cada vez mais médicos a procurarem ajuda de profissionais como nós, do Medcoach.

Visto que somos especialistas em fazer médicos como você serem APROVADOS no programa de residência médica.

Com tudo isso em mente, hoje vai ser fácil você perceber como a economia da prova de residência médica pode fazer você gastar verdadeiras fortunas em provas e preparação.

Gerando, eventualmente, uma ineficiência para o seu dinheiro e mais importante ainda, gerando perda de foco e piores resultados para a sua caminhada rumo a aprovação.


Foco na escolha gera economia na residência médica

Nos últimos anos nós realizamos um estudo com os diversos perfis de médicos que já passaram pelo nosso programa e descobrimos um FATO:

Aprovação exige foco na hora da escolha dos programas que você vai prestar.

Este aprendizado veio quando começamos a analisar candidatos que decidiram prestar de 12 a até 20 provas por temporada.

Lembre-se sempre que as provas de residência médica acontecem majoritariamente em duas temporadas do ano.

A primeira vai de novembro até dezembro, podendo também ter provas já em outubro.

Semelhantemente, a segunda acontece entre janeiro e fevereiro.

Portanto, um candidato que presta 20 provas em uma temporada está fazendo 20 exames em incríveis 60 dias.

Para ilustrar, considerando para cada uma delas: 1 dia de translado + 1 dia de prova + 1 dia de translado/descanso no retorno.

Assim, teremos 3 dias consumidos para cada prova.

Isto é, são 60 dias seguidos em trâmite para provas ou fazendo as provas em si!

Em contrapartida, você matematicamente não terá tempo para revisões entre uma prova e outra, além do que ficará esgotado emocionalmente e fisicamente.

Não por coincidência, por outro lado, os candidatos analisados que fizeram entre 6 e 9 provas no mesmo período tinham um resultado superior aos que prestavam mais provas.

Dessa forma, é importante ressaltar que eles não tinham menos tempo livre do que os candidatos que prestavam de 12 a 20 provas.

Assim, eles estudavam o tempo inteiro de qualquer jeito!

Por outro lado, eles podiam gastar o tempo de modo mais produtivo em termos de revisão do conteúdo para cada exame que estava por vir e fortalecendo o seu psicológico.

E isso impactou positivamente no desempenho destes alunos.



Economia para residência médica na ponta do lápis

Economicamente, a decisão de prestar várias provas também pode ser bastante nociva ao seu bolso.

Em média, a inscrição para cada exame de residência custa R$500.

Isso sem contar o transporte para a prova e eventuais custos com hospedagem, quando o exame acontece fora da cidade atual do candidato.

Se fizermos uma média geral de 500 com inscrição + 700 com custos extras como hotel, passagens, transporte até o local da prova, temos um total de 1.200 por prova.

Um candidato que presta de 12 a 20 provas por temporada está gastando em média de 14.000 a 24.000 reais só com burocracias, POR TEMPORADA!

Estatisticamente, fazendo escolhas de provas prioritárias, além de melhorar o seu rendimento teórico e motivacional, você ainda economiza dinheiro.

E aqui entra a outra variável fundamental da composição de custos de um candidato a residência médica: os cursinhos preparatórios!

Em contrapartida, realizamos o mesmo estudo com os candidatos que fizeram Medcoach, e vimos que:

Mais de 71% deles chegaram até nós com um cursinho teórico em andamento ou já adquirido.


Economia na residência médica x Cursinho teórico

Os cursinhos teóricos são sim fundamentais, pois passam TODA a teoria necessária para a prova de residência.

Em contrapartida, eles também são uma possível fonte de extrema ineficiência de forma que o candidato ainda não tenha maturidade organizacional para saber montar seu próprio método de estudo.

Tendo um planejamento feito de acordo com os seus déficits de conhecimento e não abordando a mesma teoria para todos.

O que funciona para uma pessoa pode não funcionar da mesma forma para você.

A maioria dos cursinhos não se preocupam, no geral, com cada candidato, e sim com a apresentação de todo o conteúdo, e ponto.

Se o candidato não recebe toda aquela informação e filtra o que realmente importa para a evolução dele, ele não conseguir tirar o devido proveito do cursinho, e dessa forma, só gastará dinheiro.


Técnicas eficientes de estudo

Com técnicas de estudo pensadas para as suas carências, o cursinho acaba confundindo mais do que ajudando na sua preparação.

Foram vários os relatos mostrando que o cursinho trouxe até mesmo desmotivação.

Dessa forma, o estudo compulsivo por horas a fio não levou a evolução esperada pelos candidatos, o que naturalmente tem um impacto psicológico no ser humano.

Hoje, um cursinho extensivo anual para residência médica custa em média R$12.000,00.

Se você somar o custo do cursinho com o valor gasto com as burocracias das provas, chegamos ao número final de R$26.000,00 a R$36.000,00.

LEMBRE-SE: isso levando em conta apenas uma temporada de provas.

Sendo assim, se somarmos as duas temporadas de provas do ano, os números totais são de R$40.000,00 a R$60.000,00!

Eu sei, é chocante mesmo.

Como resultado, você pagará um cursinho que te entregará o conteúdo, por outro lado, você não saberá o que e nem como estudar.

Você faz mais de 10 provas por temporada.

Mas não conhece a fundo o método de avaliação de nenhum dos programas.

E não se preparou com detalhamento para nenhum deles.

No fim, certamente, você gastará uma fortuna e será extremamente INEFICIENTE na sua preparação.

Cuidado com essa economia burra!


E a nossa solução?

Vamos colocar em prática várias medidas no nosso programa por conta deste aprendizado.

É por isso que no Medcoach cada médico faz o seu ranking de hospitais, de 3 a 9 provas por temporada, no máximo.

Sendo que irá selecionar as 3 mais importantes para ele.

Os estudos serão focados nas provas de mais importância.

Todavia ele conseguirá montar um plano de estudos assertivo e estudar com foco nas provas que tem preferência.


Mas e o conteúdo?

De que adianta ter todo ele se você não conhece a sua realidade teórica?

No nosso programa fazemos análises de conhecimento por meio de:

Uma bateria de simulados comandada realizada no nosso software exclusivo.

Aqui você NUNCA sairá simplesmente estudando só por estudar.

Por outro lado, você estudará o que você PRECISA ESTUDAR, o que é totalmente diferente.

Em um você só estuda,  posteriormente, no outro você estuda com MÉTODO.

Apenas um deles acelera a sua evolução!

Sobretudo, o treinador especialista do Medcoach ajuda o médico a montar o cronograma de provas e instrui como se deve estudar com alta performance durante cada semana.

Mantendo a energia e a motivação o ano todo!

Como resultado, 74% dos nossos candidatos são aprovados logo no primeiro ano e MAIS:

No programa de residência definido por ele como prioridade máxima.


Além da eficiência na sua evolução, pense na eficiência monetária

O Medcoach faz o candidato economizar, de forma que maximiza o retorno do seu calendário de provas.

Afim de melhorar sua capacidade de estudo, de forma que aproveite melhor o conteúdo teórico.

Independente se ele for recebido da faculdade ou dos materiais dos cursinhos preparatórios.

Assim, nós concluímos, e esperamos, que esse conteúdo tenha ajudado você a entender melhor sobre a economia na residência médica.

Assim como se empenhar cada vez mais em seus métodos!

Pense primeiramente no porque de cada unidade de tempo e dinheiro gasto durante sua preparação e posteriormente siga firme rumo à aprovação.

E se quiser abrir ainda mais a cabeça, é só nos chamar para conversar!

Até a próxima!

Você pode conferir ao próximo vídeo da série aqui: [Vídeo 5] As 3 principais dificuldades para passar na residência médica.


economia na residência médica

Siga-nos nas redes sociais e receba sempre novidades e dicas super importantes: Facebook, Instagram, Youtube

Conteúdos relevantes

Deixe um comentário

Dar nossa contribuição para a carreira médica é o melhor jeito de contribuir com a evolução da saúde no país. Junte-se a mais de 35 mil médicos e receba dicas e conteúdo exclusivo.

RECEBA GRÁTIS CONTEÚDOS EM SEU E-MAIL