banner desktop banner mobile

[Vídeo 5] 3 dificuldades para passar na residência médica

[Vídeo 5] 3 dificuldades para passar na residência médica

Na série Universo Médico, temos abordados assuntos relacionados a residência médica. Desde pesquisas sobre a medicina em nosso país, até os gastos com os processos seletivos para as provas de residência.

Depois de anos preparando médicos para as provas, com resultados positivos, conseguimos listar as 3 principais dificuldades relatadas pelos médicos que passaram por aqui.

E esse é o assunto deste vídeo!!

Se você ficou curioso para saber se são as mesmas dificuldades que as suas, assista ao vídeo abaixo e saiba como você pode solucionar tais problemas!

Aperte o PLAY e confira o vídeo completo!!

Vá direto para o que te interessa! Confira abaixo os temas abordados em cada minuto do vídeo:



» 00:01 até 00:25 – O motivo da série Universo Médico!

» 00:26 até 01:25 – A importância de ter informação reais sobre o cenário da residência médica.

» 01:26 até 02:37 – O Medcoach é especialista no processo de preparação para residência médica!

» 02:38 até 03:07 – As 3 principais dificuldades relatadas pelos médicos durante a preparação para as provas de residência!

» 03:08 até 07:54 – Saiba as causas desses principais problemas citados!

» 07:55 até 08:28 – Busque orientação de quem realmente entende de psicologia e performance!

» 08:29 até 10:09 – Descubra como evitar as causas e os problemas de preparação para as provas de residência!


Ou confira o conteúdo do vídeo, abaixo:

Nos últimos quatro posts preparamos para vocês artigos em vídeo que trazem informações valiosíssimas sobre a residência médica e a situação da oferta das vagas para programas de residência no Brasil.

O motivo de estarmos fazendo isso é simples:

Temos recebido cada vez mais contatos de médicos, tanto em formação ou já graduados, que enfrentam dificuldades grandes na hora de se preparar para esta importante fase da carreira médica em nosso país.

E uma coisa que nos chama atenção é:

Como estes profissionais não tem informação sobre o cenário concorrencial da residência médica, a oferta de vagas, como são as provas ou mesmo algo básico como porque é tão importante ter residência.

Antes de estudar a teoria e sair prestando provas, é fundamental você entender o contexto no qual se encontra.

Já que esta é uma premissa básica para você estar focado no seu objetivo.

O nosso tema de hoje é muito especial para nós do Medcoach, pois é nossa maior especialidade.

Durante nossa história, já são mais de 13 mil médicos com acesso a nossa metodologia e mais de 11 mil sessões individuais de performance e coaching totalmente focados na preparação para residência médica.

Então se tem uma coisa que nós sabemos bem é o tema de hoje:

Quais as dificuldades enfrentadas por médicos e médicas na hora da prova de residência médica!

Se você nunca viu nenhuma pesquisa real com médicos sobre este tema, você provavelmente deve estar pensando:

“Ah, com certeza a maior dificuldade é não saber a teoria médica”.

Parece simples que este seja o principal desafio, certo?

ERRADO!

Por incrível que pareça, a maior parte dos médicos que se prepara para residência têm um canal confiável de obtenção de material de estudo teórico.

Seja um cursinho preparatório, ou cadernos compartilhados ou até mesmo os materiais que acumulou durante a sua formação.

Isto é, a teoria está lá.

O material está nas mãos dele, mas mesmo assim a coisa não vai.

É nesta realidade que a gente sempre pergunta para os médicos e médicas:

Mas por que não vai?

O que você sente de dificuldade nesta etapa de preparação para a prova?

E estas são as três respostas campeãs:

  • Tenho muito conteúdo e não sei o que deve ser priorizado na hora de estudar;
  • Eu estudo muito, mas não consigo ver melhora no meu desempenho;
  • Sinto ansiedade e falta de confiança de que sou capaz de me organizar e evoluir.

Olha como faz sentido! Confira as CAUSAS destes problemas:


Não saber priorizar o conteúdo

► O primeiro problema é que os médicos dizem que têm muito conteúdo e não sabem o que priorizar.

Causas deste problema:

» Primeiro: o candidato não conhece a fundo a prova que quer prestar.

É muito raro o candidato perder tempo pesquisando com antecedência sobre o programa que ele quer passar.

Ele não conhece os examinadores, não conhece o estilo da prova, não sabe estatisticamente quais os conteúdos mais pedidos por aquele exame.

Então é óbvio que ele vai ter dificuldade de saber o que estudar.

Se você aí acha que todo programa de residência cobra a mesma coisa, MUDE sua opinião AGORA!

Cada um é de um jeito e saber o que é cobrado é o primeiro passo para saber O QUE VOCÊ deve priorizar na hora do estudo.

» Segunda causa: o candidato não conhece a sua própria realidade teórica e se você, candidato a residência, não sabe estatisticamente em quais pontos da teoria médica você é mais fraco, isso é GRAVE.

E é claro que você vai ter dificuldade em saber o que estudar.

O primeiro passo para estudar com eficiência é saber O QUE VOCÊ NÃO SABE.

Juntando as duas causas da dificuldade CAMPEÃ dos médicos, olha só como fica mais objetivo:

Se você souber o que seu programa escolhido mais pede nos exames e souber também o que você tem de defasagem de aprendizado, é ou não é mais fácil saber o que você precisa estudar?

A questão é que pouquíssimos candidatos se preocupam com essas coisas. E aí não tem mágica mesmo, vai ser ineficiente com certeza!


► Vamos ver as causas da segunda principal dificuldade apontada pelos médicos?


Não consegue ver melhora no desempenho

Eu te falei que esta dificuldade é que eles sentem que estudam muito, mas não conseguem ver melhora no seu desempenho.

A causa desta dificuldade: os candidatos não sabem quais são os métodos de estudo mais eficientes para enfrentar tanto conteúdo para uma única prova.

E isso é normal. Não seria razoável esperar que um médico soubesse tudo sobre método de estudo, técnicas de aprendizagem, como organizar um Plano de Ação, etc.

O que não é normal é o médico ficar inerte em relação a esta realidade.

Você precisa saber que tem esta fraqueza e procurar ajuda de quem entende destes assuntos. São assuntos que não tem nada a ver com teoria médica: têm a ver com performance em estudos.


Tem uma pessoa que eu cito muito para explicar este problema: Ayrton Senna.

Quando o Senna estava afim de melhorar seu desempenho físico na fórmula 1, isto é, seu condicionamento corporal.

Você acha que o Senna procurou um piloto de fórmula 1 para ajudá-lo ou procurou alguém que soubesse tudo sobre condicionamento físico?

Ele procurou alguém que sabe tudo sobre condicionamento, lógico!

Nuno Cobra, no caso.

Nuno Cobra não é piloto, mas ele tinha o conhecimento que o Senna precisava.

Agora você, que quer melhorar sua performance nos estudos, vai procurar ajuda na teoria médica ou vai procurar ajuda em alguém que sabe tudo sobre métodos e técnicas de estudo?

É óbvio né?

O primeiro passo é reconhecer que você não sabe estudar.

E o segundo é procurar ajuda! Adquirir conhecimento organizacional e metodológico!

Isso vai resolver o problema de não ver melhora no seu desempenho, mesmo gastando horas e horas de estudo todos os dias.


► E o terceiro principal problema?

Ansiedade e insegurança

Falei para você que médicos dizem que se sentem ansiosos e inseguros sobre sua capacidade de se organizar e evoluir.

Este ficou fácil né? Ele é uma clara consequência das dificuldades 1 e 2.

Se você não sabe O QUE deve estudar e não sabe como estudar, é evidente que você vai ficar horas estudando, vai se esforçar bastante.

Mas não vai ver a evolução esperada e aí é natural que o seu corpo e a sua mente reajam a esta quebra de expectativa.

Todo ser humano reage a uma condição destas.

E como?

Com ansiedade, pânico, insegurança, sensação de incapacidade, falta de motivação, desânimo..

Em alguns casos mais graves, inclusive com depressão.

À medida que você se esforça tanto, fica horas e horas a fio estudando, e não vê o resultado esperado, infelizmente sua mente vai reagir a isso de forma negativa, e você também precisa estar preparado para esta situação.

É por isso que acompanhamento especializado de pessoas que entendem de psicologia é fundamental para uma preparação eficiente para uma prova tão difícil como residência médica.

É o mesmo exemplo do Senna, que eu dei agora pouco.

Existem profissionais que gastam anos estudando como preparar sua mente para esta dificuldade, e são nestes profissionais que você deve procurar apoio.

Não adianta tapar o sol com a peneira.

Tem que atacar a causa. Igual ao Senna, que quando quis ter condicionamento físico melhor, foi atrás do melhor preparador físico e não de um piloto de fórmula 1.


Levando em conta estas três principais dificuldades e as causas que levam os médicos a senti-las, eu fiz um resuminho do que você precisa fazer para evitá-las.

Olha só:

  1. priorização de provas: saiba quais provas você quer prestar e entenda profundamente como são estas provas, seus examinadores, conteúdo exigido, concorrência, etc.
  2. quantidade de hospitais: priorize de 3 a 5 programas, no máximo. Assim você se prepara com objetividade. Dentre estas 3 a 5, tenha uma como escolha principal e foque nela.
  3. baterias de simulado e testes de conhecimento: saiba qual é a sua situação teórica. Baterias de simulado e testes de conhecimento te ajudarão a entender a sua realidade, o que, alinhado com a priorização de provas, te fornecerá objetividade na hora de saber o que deve estudar mais e o que deve deixar de lado.
  4. plano de estudos e metodologia: com base nas suas escolhas de programas e na sua realidade teórica, monte um plano de estudo pautado nos principais temas pedidos por aquelas provas em comparação com as suas principais deficiências de conteúdo.
  5. técnicas de estudo para revisão: a revisão é um passo fundamental da preparação. Pesquise técnicas de revisão para não perder tempo de modo ineficiente.
  6. treinamento psico-emocional para as provas: trabalhe sua motivação e seus aspectos psicológicos durante o ano todo, para não ser surpreendido com negatividades que prejudicarão o seu desempenho.

Quer alcançar a performance nos estudos para a residência médica? Então clique abaixo e tenha o planner completo do Medcoach!


E lembre-se sempre: é normal você pensar agora “Nossa, mas não dá para me preocupar com estudar e ainda ter que pensar em todas essas coisas”.

“Eu nem sei por onde começar, não sei nem aonde eu vou pegar estas informações e estatísticas”.

Se você está pensando isso, calma que nós temos uma solução pronta!

E é exatamente para isso que existe o Medcoach.

Uma equipe de especialistas pensando em tudo isso para você, para que você fique apenas com a parte do estudo.

Aqui você SÓ estuda, e a gente se preocupa com o resto!

E olha que INCRÍVEL como isso faz sentido:

74% de quem faz nosso programa é aprovado na sua principal escolha de programa de residência!

É um índice altíssimo de aprovação e não é mágica: é a mistura entre o seu comprometimento com o nosso know-how sobre metodologia, motivação e especialmente sobre o mercado da residência médica!

Nós temos TUDO que eu mencionei que você precisa fazer para ser eficiente nos seus estudos.

Você é o Ayrton Senna, e nós somos o Nuno Cobra!

Vamos juntos!

Se gostou deste artigo, fique ligado no próximo vídeo da série: [Vídeo 6] Como é o processo seletivo de residência médica?


Conteúdos relevantes

Deixe um comentário

Dar nossa contribuição para a carreira médica é o melhor jeito de contribuir com a evolução da saúde no país. Junte-se a mais de 35 mil médicos e receba dicas e conteúdo exclusivo.

RECEBA GRÁTIS CONTEÚDOS EM SEU E-MAIL